Baleia franca e filhote são vistos no mar em Torres; veja vídeo


Imagens foram registradas por cinegrafista em praia do Litoral Norte do estado. Pesquisadores afirmam que o número de baleias francas vem aumentando, em razão da proibição da captura dos animais, ameaçados de extinção. Vídeo mostra baleia e filhote em Torres, no Litoral Norte do RS
Uma baleia franca e seu filhote foram vistos no mar em Torres, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, nesta quarta-feira (28). As imagens foram registradas por César Luiz Bard, que gravou as cenas com um drone. Veja vídeo acima.
O produtor de imagens conta que foi avisado da presença das baleias por alunos de uma escola de voo livre da cidade.
“Foi satisfatório gravar este momento da passagem delas pela nossa cidade”, afirma César.
Segundo o professor Ignacio Moreno, do Centro de Estudos Costeiros, Limnologicos e Marinhos (Ceclimar) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), as baleias francas são mais comuns no litoral catarinense. “O Rio Grande do Sul é uma área de reprodução e cria”, diz.
O pesquisador afirma que o número de baleias francas vem aumentando, em razão da proibição da captura dos animais, ainda ameaçados de extinção. O biólogo Daniel Danilewicz, coordenador do projeto Farol das Baleias, afirma que a maior ameaça aos cetáceos é a presença de embarcações no mar.
“Os principais perigos que a conservação da baleia franca sofre é a colisão com embarcações, ficar presa em redes, os filhotes principalmente”, explica.
De acordo com o cientista, o ano está sendo propício para a visualização de baleias, cuja presença no litoral é registrada, principalmente, entre agosto e setembro, no turno da manhã, quando o mar está mais calmo.
Baleias observadas em Torres, no Litoral Norte do RS
SSC Midia/Divulgação
O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), vinculado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), recomenda a não aproximação de equipamentos como drones de baleias e outros cetáceos. A distância recomendada é de 150 metros, diz o órgão.
Filmagens são permitidas pelas autoridades ambientas, desde que sejam para fins científicos. O produtor César Luiz Bard explica que entrou em contato com servidores do ICMBio, que atuam na Ilha dos Lobos, um refúgio ambiental em Torres, a fim de proceder com as gravações.
A baleia franca austral, da espécie Eubalaena australis, pesa 50 toneladas e mede 15 metros, em média. Já foram encontrados animais de 18 metros e 80 toneladas. O tempo preciso de vida da espécie é desconhecido, mas pesquisadores apontam que os animais podem viver por décadas.
Material do ICMBio alerta para aproximação de voos em áreas onde estão baleias
Reprodução/ICMBio
VÍDEOS: Tudo sobre o RS