Projeto faz campanha para distribuir alimentos e livros na Vila Chocolatão, em Porto Alegre


ONG atua, há 13 anos, em ações culturais e sociais. Instituição gerencia também uma biblioteca comunitária. Saiba como colaborar. Atendimento no Cirandar, interrompido na pandemia (foto anterior à Covid-19), vai ser reaberto na próxima quarta (8)
Cirandar/Divulgação
O Centro de Integração de Redes Sociais e Culturas Locais (Cirandar) está fazendo uma campanha para distribuir cestas básicas e publicações culturais-pedagógicas, por três meses, para famílias de 50 crianças da Vila Nova Chocolatão, em Porto Alegre. Interessados em ajudar podem acessar o site do projeto.
A ONG atua há 13 anos em ações culturais e sociais, em parceria com os poderes públicos e privados. A instituição gerencia a Biblioteca Comunitária Chocolatão, e desenvolve outros projetos de promoção da leitura, educação integral e cultura popular no Rio Grande do Sul.
Com a pandemia, muitas famílias estão passando por dificuldades. Por isso, a ONG decidiu fazer uma campanha para ajudar com a alimentação. A instituição já arrecadou 38% da meta.
“A gente está vivendo um momento muito difícil, mas a gente acredita na solidariedade. Juntos somos mais fortes. A campanha é para levar a literatura, a leitura e alimentação para a casa das famílias”, afirma o coordenador da Biblioteca Comunitária Chocolatão, Flávio Marques, conhecido como Maskote.
O atendimento vai ser reaberto na instituição na próxima quarta-feira (8). Até agora, devido à pandemia, o atendimento estava sendo individualizado. Os livros eram levados até as casas e as histórias enviadas, diariamente, por WhatsApp.
Em 2020, a organização conseguiu arrecadar recursos para distribuir 1,5 mil cestas básicas, além de livros, jornais comunitários, jogos pedagógicos e outros produtos culturais.
Vídeos: Bom Dia Rio Grande