Previsto para depor nesta quarta na CPI da Covid, suspeito de ser sócio oculto do FIB Bank é internado em SP

Advogado Marcos Tolentino está internado no Hospital Sírio-Libanês, sem previsão de alta. Ele obteve autorização do STF para ficar calado no depoimento, mas queria não ir na sessão marcada para esta quarta. Aziz pede informações sobre Marcos Tolentino: ‘Vai fugir hoje, amanhã, mas vai vir’
O advogado Marcos Tolentino, suspeito de ser sócio oculto do FIB Bank, foi internado no Hospital Sírio-Libanês em São Paulo nesta quarta-feira (1). Ele deveria prestar depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid nesta quarta e apresentou atestado à CPI.
Segundo boletim médico divulgado pelo hospital, o advogado apresentava “queixas de desconforto precordial e formigamento de membros”. Exames laboratoriais apontaram que ele estava com “hipopotassemia grave (potássio de 2,6), que pode induzir arritmia cardíaca”.
O advogado permanece internado no Sírio-Libanês e, segundo o hospital, sem previsão de alta.
Tolentino seria ouvido no âmbito das apurações sobre as empresas intermediárias em contratos de vacinas. O FIB Bank emitiu uma carta-fiança, que fazia parte do processo de aquisição da vacina Covaxin. A negociação previa 20 milhões de doses a um valor de R$ 1,6 bilhão, mas foi cancelado por suspeita de irregularidades – nenhuma dose foi entregue.
A comissão tem informações que demonstram inconsistências na capacidade financeira do FIB Bank e na composição do quadro societário da empresa.
No dia 31 de agosto, o advogado havia obtido autorização da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), para ter direito ao silêncio diante de perguntas que pudessem incriminá-lo no depoimento.
A decisão da ministra atendeu em parte a um pedido da defesa do advogado, pois eles queriam a permissão para que Tolentino não fosse obrigado a comparecer ao depoimento. Mas Cármen Lúcia entendeu que não havia base jurídica para isso.
Veja a íntegra da nota divulgado pelo hospital Sírio-Libanês:
“O paciente Marcos Tolentino da Silva deu entrada no Pronto Atendimento (PA) do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, no dia 31/08/2021, com queixas de desconforto precordial e formigamento de membros. O paciente foi internado e submetido a exames laboratoriais e de imagem. Exames laboratoriais revelaram hipopotassemia grave (potássio de 2,6), que pode induzir arritmia cardíaca. Aplicou-se terapia de reposição endovenosa de potássio e novos exames do aparelho digestivo, cardíacos e neurológicos estão sendo feitos. No momento, o paciente encontra-se estável. Não há previsão de alta hospitalar. O paciente é acompanhado pelas equipes médicas coordenadas pelo Dr. Luís Fernando Corrêa Zantut.
Dr. Luiz Francisco Cardoso
Diretor de Governança Clínica
Dr. Ângelo Fernandez
Diretor Clínico”
VÍDEOS: veja mais notícias de política