Pavilhão da Agricultura Familiar tem destaque pela diversidade

Quem passar pelo Pavilhão da Agricultura Familiar irá se surpreender com a diversidade dos produtos. No espaço de 7 mil metros quadrados, os visitantes irão encontrar diversos itens como: salames, queijos, vinhos, artesanatos, mel, sucos, geleias, artefatos da cultura gaúcha, entre outros.

Durante os nove dias de feira, estarão um total de 228 empreendimentos, distribuídos em 210 estandes no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Este ano, participam 126 municípios do Rio Grande do Sul, além dos estados de Amapá, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Seguindo todos os protocolos de segurança, na entrada do pavilhão há uma catraca controlando o número de acessos no espaço. O limite é de 800 pessoas.

Na edição deste ano, 90 empreendimentos têm à frente mulheres, e 48 são comandados por jovens. As agroindústrias lideram com 178 participantes, seguidas por 35 de artesanato. No total, 71 estandes trabalham com produtos de origem animal e 103 com produtos de origem vegetal.

O Jamur Mascarello da Adega Mascarelo está comercializando vinhos de mesa, vinhos finos e espumantes trazidos de Flores da Cunha. Ele contou como foram as vendas no sábado (04), primeiro dia do evento. “Para o primeiro dia nas atuais condições, a gente teve uma boa venda, bom contato com o público, apesar de não ter degustação. A gente espera um movimento maior, os espaços estão bem distanciados possibilitando o distanciamento entre as pessoas, então a gente acredita que possa aumentar o movimento com toda segurança. Esperamos que o público venha conhecer”, afirmou. Jamur participa da Expointer há 13 edições.

Já a dona Eunira Silveira é do município de Monte Alegre dos Campos e percorreu cerca de 250 Km para expor os seus produtos na Expointer. Eunira participa da feira há 20 anos e trouxe produtos orgânicos. Segundo ela, esta edição é marcada pela retomada do evento. “Não é aquela venda das outras Expointer, mas isso a gente estava ciente quando saiu de casa porque era uma feira de recomeço, uma feira de divulgação dos produtos e pós venda, isso que é mais importante. Estar aqui divulgando o produto”, salientou. Na banca da dona Eunira são encontrados: feijão orgânico, açúcar mascavo, farinha de mandioca, farinha de banana, geleias especiais, entre outros produtos.

O Douglas Augusto Dalla Vechia veio do norte do estado gaúcho, de Aratiba. Esta é a sua sétima participação na Expointer. “A expectativa é muito boa já por ter acontecido a feira presencialmente este ano e, esperando o público que compareça para ver os produtos. As vendas de modo geral foram boas, a comercialização está sendo bem realizada.” O Douglas está vendendo na sua banca: salame do tipo italiano, linguiça colonial defumada, banha suína, torresmo, lombo suíno defumado, copa de lombo. Ele espera comercializar todos os seus produtos e ainda adquirir novos contatos, atingindo novos horizontes aqui do estado.

Confira algumas fotos do Pavilhão da Agricultura Familiar: