Escolas estaduais do Rio Grande do Sul entram em férias nesta segunda-feira

Dando prosseguimento ao calendário da rede pública, as escolas estaduais do Rio Grande do Sul entram em recesso de férias nesta segunda-feira (26). A pausa vai até 3 de agosto, com retomada das aulas no dia seguinte.

Após esse período, estudantes e professores voltarão ao modelo híbrido de ensino, sistema que alterna transmissão de conteúdos presencial e à distância, por meio de plataforma on-line do Google.

Já o encerramento do ano letivo para os estudantes da rede está marcado para 15 de dezembro.

A exemplo do que foi feito em maio deste ano, o retorno presencial tem diretrizes estabelecidas pela portaria da Secretaria da Educação (Seduc) e Secretaria SES nº 01/2021. O documento orienta a comunidade escolar sobre os protocolos sanitárias a serem cumpridas nos estabelecimentos de ensino do Rio Grande do Sul.

Isso inclui o uso obrigatório de máscaras, distanciamento mínimo entre os alunos, higienização constante dos ambientes e disponibilização de álcool-gel. Também determina que seja garantida a ventilação necessária dos espaços utilizados nos colégios.

Para garantir atendimento à comunidade escolar durante o período, as escolas da Rede Estadual funcionarão em regime de plantão ao longo do recesso. Confira, a seguir, o calendário completo.

– 26 de julho a 3 de agosto: recesso escolar;

– 4 de agosto: início do segundo semestre;

– 15 de dezembro: término do segundo semestre;

– 16 e 17 de dezembro: realização dos exames finais;

– 21 de dezembro: entrega dos resultados finais.

Conectividade

Por meio do Departamento de Tecnologia da Informação (DTI), a Seduc disponibiliza a todos os gestores escolares um guia com informações sobre conectividade para apoiar a gestão administrativa das instituições de ensino.

A iniciativa tem por objetivo contribuir com projetos que possam ser usados como modelos para acelerar e ampliar o fornecimento de internet nas escolas da Rede Estadual.

Além disso, o material traz uma série de dicas de monitoramento da velocidade e qualidade da internet, orientação para utilização do Medidor Educação Conectada e aferição da distribuição do sinal recebido pela instituição de ensino. O material pode ser acessado no site da Secretaria.

Conforme a coordenadora do Departamento de Tecnologia da Informação da Seduc, Magda Motta, a publicação é importante. Isso porque auxilia os diretores a contratarem plano de internet com a velocidade adequada às necessidades da instituição de ensino e garante que o sinal chegue a todos as dependências da escola.

Para mais informações e suporte técnico, as escolas devem entrar em contato direto com a Coordenadoria Regional de Educação (CRE) de sua região.

(Marcello Campos)