Treinamento on-line ajuda quem empreende no ramo da alimentação

Empresário criou escola para ensinar gestão a donos de restaurantes. Mais de 6 mil alunos já passaram pelo curso. Treinamento on-line ajuda quem empreende no ramo da alimentação
Muita gente pensa logo em comandar um restaurante no momento em que tem a ideia de abrir um pequeno negócio. Ou fazer bolos e salgados por encomenda. Vender comida é sempre considerado algo lucrativo, sem erro. Mas nem sempre um bom sabor é garantia de sucesso.
O mundo está cheio de donos de restaurantes apaixonados pelo que fazem. Mas por que será que muitos não ganham dinheiro, ou, como diz o ditado, vendem no almoço para pagar o jantar?
Matheus Lessa se especializou em ensinar a administração que aprendeu na prática. Ele ficava de olho em como as coisas funcionavam em uma lanchonete de uma multinacional que ficava do lado do restaurante dele.
“Eu tive um restaurante do lado de uma loja de rua, de um restaurante muito conhecido na parte de hambúrguer, e os gerentes deles sempre frequentavam o meu negócio”, lembra. “E nessas conversas eu comecei a criar dentro do meu próprio restaurante uma escolinha de treinamento.”
E a escolinha on-line cresceu. Com investimento inicial de R$ 100 mil, o negócio se tornou independente. Matheus passou a ajudar empreendedores do setor de alimentação. A lição era aprimorar a gestão, a liderança, o marketing e as vendas dos produtos.
Mais de 6 mil alunos já passaram pelo curso.
Dona de uma fábrica de bolos em Diadema, na região do ABC, Joice Andrade de Sales Costa foi uma das alunas do curso. Ela chegou a passar quatro anos sem ganhar dinheiro. Vendia, mas não tinha lucro.
“O bolo de milho é o nosso carro-chefe. É o bolo que nós mais vendemos. E eu descobri que eu ganhava apenas 70 centavos nele”, afirma Joice. “A gente conseguiu reduzir os custos e hoje eu consigo ganhar R$ 4 por unidade.”
Controle do estoque
Após participar do curso do Matheus, a Joice promoveu uma verdadeira mudança em sua empresa de bolos. E ela passou, enfim, a ganhar dinheiro.
“Hoje, a gente tem controle de estoque. A gente sabe exatamente quanto que a gente utiliza de farinha de trigo, por exemplo, açúcar, óleo. E isso nos deu bastante margem para poder negociar com os nossos fornecedores”, afirma Joice.
Com as mudanças no estoque e a redução de desperdícios na cozinha, a empresária conseguiu uma sobra de R$ 3 a R$ 4 mil por mês para investir em marketing digital.
“A gente aprendeu a selecionar o nosso público. Hoje, por exemplo, eu sei para quem eu quero vender”, diz.
O marketing bem-feito aumentou a procura dos bolos da Joice em 25%. A empresária buscou um ponto maior – com o dobro do tamanho. Hoje, ela vende 300 bolos por dia e tem um faturamento é de R$ 115 mil por mês.
Espetto Carioca Endereço:
Praça das Orquídeas, 98 – Centro Comercial de Alphaville Barueri/SP – CEP:01309-010
Telefone: (11) 3036-1030
Site: espettocarioca.com.br
Rede social: https://www.instagram.com/espettocarioca/

Domine seu Restaurante
Rua Parnaíba 468 – São Francisco
Curitiba/PR – CEP: 80510 – 310
Telefone: (41) 99679-8647 / (41) 99528-0707
Site: domineseurestaurante.com.br
E-mail: [email protected]
Bolos da Dinda
Av. Almiro Senna Ramos, 108 – Taboão
Diadema/SP – CEP: 09940-300
Telefones: (11) 2897-9924/ (11) 95868-4333
Site: bolosdadinda.com.br
Email: [email protected]
Veja os vídeos mais assistidos do PEGN: