RS tem 52 casos confirmados da variante delta do coronavírus, diz Secretaria da Saúde


Governo do estado ainda contabiliza 90 casos prováveis da cepa. Em outro estudo, variante delta é encontrada em 25% das amostras coletadas em 12 cidades do estado. Variante delta desafia controle da pandemia no mundo
Getty Images via BBC
A Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul confirmou, nesta terça-feira (17), mais 37 casos da variante delta do coronavírus entre a população. Assim, o estado soma 52 registros da cepa de origem indiana entre a população gaúcha.
Parte das análises veio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Rio de Janeiro. São amostras coletadas em oito cidades gaúchas: São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Passo Fundo, Alvorada, Caxias do Sul, Triunfo, Esteio e Porto Alegre.
Variante delta: o que se sabe
ENTENDA: a diferença entre ‘mutação’, ‘variante’, ‘cepa’ e ‘linhagem’
Outros 26 casos confirmados de delta foram notificados ao Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) por outros laboratórios. Quatro infectados em Santa Maria, pelo Laboratório de Bioinformática Aplicada a Microbiologia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), e 22 pelo Laboratório de Microbiologia Molecular Universidade Feevale, em Novo Hamburgo
“Ela começa a rivalizar e dividir o espaço de fato, meio a meio, com a variante gama. Isso é motivo de alerta para que fiquemos mais atentos. Felizmente não temos ainda aumento no número de casos, mas que se intensifiquem medidas individuais e coletivas de controle e prevenção”, afirma o virologista Fernando Spilki.
Segundo o Ministério da Saúde, mais de mil casos da variante foram identificados e notificados no país desde maio. Apesar de o número de casos estar subindo, ainda não há um surto da variante, como ocorreu em outros países.
A variante gama continua sendo a variante predominante no Brasil.
Pesquisa
Uma pesquisa revelou que 25% das amostras de coronavírus coletadas em 12 municípios do Rio Grande do Sul são da variante delta. Segundo a análise, a maior parte dos casos é das cidades de Canoas, Garibaldi, Novo Hamburgo e Porto Alegre. (Veja a lista abaixo)
Os estudos são feitos pela Rede Corona-Ômica BR, do Ministério da Ciência e Tecnologia, com as análises realizadas no análises realizadas no Laboratório de Microbiologia Molecular da Feevale, em Novo Hamburgo, na Região Metropolitana da Capital.
Além dos casos nas cidades, os pesquisadores detectaram a presença do coronavírus em pessoas que desembarcaram no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre.
De acordo com o levantamento, a cepa mais comum do vírus nessas cidades ainda é a gama, originada em Manaus, no Amazonas, com 75% das amostras.
Conforme os pesquisadores da Feevale, as amostras da variante delta encontradas em Garibaldi, na Serra do RS, foram detectadas antes mesmo da confirmação oficial da cepa no estado.
Do total de quatro amostras em junho, duas datam do dia 17 daquele mês. A primeira confirmação de delta da SES foi em Gramado no dia 19.
Cidades com amostras da variante delta:
Fiocruz:
Alvorada
Canoas
Caxias do Sul
Esteio
Gramado
Nova Bassano
Passo Fundo
Porto Alegre
Santa Maria
Santana do Livramento
São José dos Ausentes
São Leopoldo
Sapucaia do Sul
Triunfo
Rede Corona-Ômica BR:
Canoas (31)
Garibaldi (16)
Novo Hamburgo (14)
Porto Alegre (11)
Campo Bom (3)
Alvorada (1)
Estância Velha (1
Esteio (1)
Minas do Leão (1)
Quaraí (1)
São Sebastião do Caí (1)
Sapucaia do Sul (1)
Vídeos: RBS Notícias
Initial plugin text

Artigo anteriorCanoas terá mutirão de vacinação contra a Covid e deve reduzir idade para 19 anos até sexta-feira
Próximo artigoAssembleia aprova, em segundo turno, PEC que permite concessão de parques estaduais à iniciativa privada