Sistema de marcação de consultas desenvolvido pela Procempa é utilizado na Região das Missões

O sistema de Gercon (Gerenciamento de Marcação de Consultas), desenvolvido pela Procempa, está sendo implementado na Região Gaúcha das Missões. Esta será a primeira região do Estado a realizar essa integração. O objetivo é trazer mais transparência e equidade nas filas de espera para consultas com especialistas pelo Sistema Único de Saúde.

Letícia Batistela, presidente da Procempa, observa que estes arranjos tecnológicos demonstram a qualidade dos sistemas existentes e o quanto a inteligência de dados pode contribuir com a melhora na entrega de serviços ao cidadão. “Temos, no município e no estado, times técnicos e infraestrutura altamente qualificados para integrar e levar tecnologia para a palma da mão das pessoas.”

“Com o Gercon, a regulação de consultas deixará de ser um processo apenas regional. Casos mais graves serão atendidos primeiro, não importa de que cidade o paciente seja”, destacou a secretária Estadual da Saúde, Arita Bergmann.

Clarice Porciuncula, analista de sistemas da Procempa e que acompanha todas as integrações relativas aos sistemas públicos da saúde, explica que, durante todo o processo de desenvolvimento e implantação dessa integração com o Estado, foram disponibilizadas informações gerenciais para uso em ferramentas de Business Intelligence, permitindo às secretarias municipais criarem telas de monitoramento dos sistemas e da situação de saúde da cidade.

“Atualmente, a interoperabilidade dos sistemas permite mais de 40 opções de integração de dados, gerando informações que contribuem para tomadas de decisão que são cruciais para o tratamento dos pacientes”, explica Clarice.

Conforme informações da Secretaria Estadual da Saúde, até o próximo ano, todas as regiões deverão migrar as informações de fila de espera para consultas especializadas para este sistema.

Gercon

O Gercon foi lançado em 2016 e faz parte do Complexo Regulador da Saúde – estrutura regulada pelo Ministério da Saúde e definida no âmbito dos Estados – e integra todo o processo regulatório dentro das secretarias municipais e estadual. O sistema permite priorizar, através da informatização, as demandas por consultas especializadas mais graves e urgentes, e não apenas por simples ordem de entrada no sistema.

Pelo Gercon, as unidades de saúde registram as solicitações a partir de um formulário padrão, classificando a prioridade de acordo com critérios pré-definidos de classificação de risco. O agendamento ocorre de acordo com a complexidade e a regionalização. O sistema também permitirá a produção de relatórios e estatísticas para auxiliar na tomada de decisão dos especialistas na área médica.

O Governo do Estado também está implantando o Gerint (Sistema de Gerenciamento de Internações). Igualmente desenvolvido pela Procempa, o Gerint permite uma qualificação na busca por vagas a partir de um mapa de ocupação dos leitos em tempo real e teve papel crucial, especialmente durante a pandemia.