Rio Grande do Sul recebe 242 mil doses de vacinas contra o coronavírus nos próximos dias

O Ministério da Saúde confirmou, nesta quinta-feira (22), o envio de 242.940 vacinas contra a Covid-19 ao Rio Grande do Sul. Segundo a SES (Secretaria Estadual da Saúde), a maior parte da carga será composta por ampolas na fórmula de Oxford/AstraZeneca, fabricadas na Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz): 192.740. Há, ainda, 50.200 doses da CoronaVac, produzidas pelo Instituto Butantan.

Ainda conforme a pasta, o Governo Federal não informou a data do voo que trará a remessa ao território gaúcho. A tendência, entretanto, é de que o transporte aconteça nesta sexta-feira (23), viabilizando a distribuição das vacinas ao interior do Rio Grande do Sul durante o final de semana. O novo lote deve ser utilizado na imunização de parte dos idosos com 60 anos de idade.

Este é o menor envio de vacinas ao Rio Grande do Sul desde 9 de março, data em que o Palácio Piratini teve acesso a 187,8 mil doses. Desde então, o contingente vinha crescendo – atingindo o pico de 645,1 mil doses no início de abril. As duas últimas remessas foram compostas por 301,5 mil e 441,5 mil vacinas nas fórmulas da CoronaVac e Oxford/AstraZeneca, respectivamente.

Com o recebimento da carga, chegará a 3.847.540 o número de vacinas contra a Covid-19 disponibilizadas ao Rio Grande do Sul. Até o momento, pelo menos 1.992.717 pessoas receberam a primeira dose, enquanto 584.881 já completaram o programa, com duas doses, e estão imunes à doença. Ou seja: pelo menos 39,2% da população inclusa nos grupos prioritários já receberam ao menos uma dose, e 11,5% tiveram duas.