Pelotas proíbe o comércio não essencial e outras atividades durante todo este fim de semana

Fiscalização será intensificada para garantir o cumprimento de decreto. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Pelotas)

Em mensagem ao vivo nas redes sociais nesta sexta-feira (5), a prefeitura de Pelotas (Região Sul) anunciou que o fim de semana será de lockdown na cidade, terceira mais populosa do Estado – quase 345 mil habitantes. Atividades não essenciais ficarão fechadas entre as 6h deste sábado (6) e as 5h de segunda-feira (8).

As novas determinações estão contidas em decreto municipal publicado nesta sexta-feira. A chefe do Executivo, Paula Mascarenhas, frisou que será respeitada o direito de ir-e-vir dos cidadãos, mas com restrições.

Está proibida, por exemplo, a permanência de pessoas em locais públicos abertos que não possuem controle de acesso, permitindo-se apenas a circulação (exceto nas praias da Lagoa dos Patos, que serão interditadas).

Também fica vetado todo e qualquer encontro que provoque aglomerações, independentemente do número de pessoas e mesmo com familiares. A fiscalização será intensificada.

Atividades permitidas

– Farmácias e drogarias: sem restrição de horário de funcionamento, para comercialização exclusiva de medicamentos;

– Clínicas e consultórios médicos, clínicas e consultórios veterinários e odontológicos, em regime de urgência e emergência;

– Hospitais, postos de saúde, Unidades Básicas de Saúde, unidades de pronto atendimento;

– Distribuidoras de gás, exclusivamente mediante tele-entrega (“delivery”) e pegue-e-leve (“take-away”);

– Postos de combustíveis;

– Lojas e restaurantes, desde que exclusivamente mediante tele-entrega;

– Meios de comunicação: preferencialmente em teletrabalho;

– Manutenção de urgência em redes de telefonia e internet nas atividades essenciais e transporte coletivo e individual de passageiros (táxis e transporte por aplicativo).

Avaliação

A decisão pelo lockdown foi tomada após debates no Comitê de Enfrentamento à Pandemia, que concluiu pela necessidade de intensificar as restrições. Na “live” desta sexta-feira, a prefeita Paula Mascarenhas pediu a colaboração e compreensão da população, a fim de que a crise do coronavírus seja atenuada.

”Isso é para que a gente tenha, nas próximas semanas, uma situação mais tranquila em Pelotas, e que as pessoas possam ter um pouco mais de possibilidade de trabalhar e seguir suas vidas; para que a gente possa colher os frutos disso ali adiante”, destacou.

A chefe do Executivo também lembrou as últimas medidas de fechamento, com suspensão de atividades, em agosto e dezembro, que, mesmo com poucos dias de duração, trouxeram efeitos positivos, como a diminuição do contágio e número menor de hospitalizados.

“Nós pararemos, por esses dois dias, com essa expectativa de que a gente possa dar uma refreada nesse ritmo de avanço da pandemia”.

(Marcello Campos)

Voltar Todas de Rio Grande do Sul