O grupo JBS anuncia investimentos de quase 2 bilhões de reais em sete fábricas gaúchas até 2023

Em evento virtual nesta quarta-feira (14), com a participação do governador Eduardo Leite, secretários e deputados estaduais, representantes do conglomerado do ramo frigorífico JBS anunciaram um investimento de R$ 1,7 bilhão no Rio Grande do Sul até 2023. No foco do plano estão a ampliação e melhorias nas fábricas de sete cidades gaúchas.

A lista abrange Bom Retiro do Sul, Caxias do Sul, Nova Bassano, Passo Fundo, Seberi, Santa Cruz do Sul e Trindade do Sul. O objetivo é atender as demandas dos mercados interno e externo, tanto para produção de proteína in natura como de alimentos preparados. A distribuição dos recursos deve ser a seguinte:

– 35% nas plantas de aves dos municípios de Trindade do Sul, Passo Fundo, Caxias do Sul e Nova Bassano;
– 32% na unidade de suínos de Seberi;
– 33% nas unidades de alimentos preparados em Bom Retiro do Sul, Seberi e Santa Cruz do Sul.

Durante a transmissão, o presidente da Seara e da JBS na América do Sul, Wesley Filho, ressaltou o fato de a companhia estar presente em 25 municípios gaúchos e com fábricas em 12, com 18 mil empregos. “O novo investimento destinado à ampliação de sete das unidades produtivas tem potencial de gerar 2,7 mil postos de trabalho diretos e cerca de 10 mil indiretos”, projetou.

Ele acrescentou: “Este é um plano consistente e que já está em andamento, que esperamos concluir até 2023, ou seja, é um volume grande em pouco tempo, pois confiamos muito no Estado. Desde o início da pandemia, doamos R$ 24 milhões para o Rio Grande do Sul, com uma estimativa de beneficiar mais de 3 milhões de pessoas com entrega de itens e equipamentos para o sistema público de saúde, em diferentes regiões do Estado.”

Ainda segundo Wesley Filho, por meio dessa iniciativa começaram a chegar a Porto Alegre na semana passada 153 equipamentos hospitalares que permitirão a abertura de leitos de terapia intensiva: “Desde 2020, já foram doados ao Estado pela JBS 63 respiradores, 220 camas clínicas e de UTI, 300 monitores de sinais vitais, 3 milhões de unidades de equipamentos hospitalares de proteção individual, três ambulâncias e 6,3 mil cestas básicas, dentre outros”.

“Estado atrativo”

Em sua manifestação, o governador Eduardo Leite aproveitou para “puxar a brasa para o seu assado”, como se diz na linguagem popular:

“Agradecemos e garantimos que o governo continuará trabalhando para se fazer sempre merecedor desta confiança por parte dos empreendedores, acolhendo investimentos por meio da redução de custos com burocracia, logística e tributação. Tudo isso já vem ocorrendo à medida em que reduzimos a máquina pública, aprovamos profundas reformas e modernizamos o Estado”.

O secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Edson Brum, seguiu na mesma linha: “No momento de dificuldade que o País e o mundo estão passando, o anúncio de um investimento gigante por um grupo importante e tão presente no nosso Estado é muito animador e um indício de que estamos no caminho certo com as medidas adotadas pelo governo. Agradecemos a confiança e esperamos seguir contando com a parceria da JBS”.

(Marcello Campos)