Novo lote de vacinas contra a Covid-19 é insuficiente para aplicar a totalidade das segundas doses em Canoas

Diante do atraso no envio de remessas pelo governo federal, Canoas começa a enfrentar um déficit de Coronavac para cobrir as segundas doses de quem já completou o intervalo de 28 dias entre as aplicações. Na sexta-feira (23), o município recebeu 1.440 doses do imunizante produzido pelo Instituto Butantan, quantidade insuficiente para atender a demanda.

O problema foi sinalizado ao governo do Estado, que já teria enviado ofício relatando a situação ao Ministério da Saúde. “Nas últimas semanas, recebemos um quantitativo menor de vacinas. Esse não é um problema apenas de Canoas, outros municípios também estão passando por isso neste momento”, afirma o secretário municipal da Saúde, Maicon Lemos.

Com a chegada do novo lote, a aplicação das segundas doses prossegue na segunda-feira (26), nas unidades básicas de saúde, das 8h às 12h, ou enquanto durarem as vacinas. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) orienta que as pessoas que não conseguirem realizar a segunda aplicação nos próximos dias devem aguardar a chegada de novo lote de vacinas e o chamamento, por meio dos canais oficiais de comunicação da Prefeitura, para comparecer às UBSs.

No caso da CoronaVac, a recomendação do Estado é de que a segunda aplicação ocorra em 28 dias. Já a Oxford/AstraZeneca deve ser aplicada em 12 semanas.