Hospital de Campo Bom instaura sindicância para investigar morte de seis pacientes

Seis pacientes que estavam internados no Hospital Municipal Lauro Reus, em Campo Bom, no Vale do Sinos, morreram nesta sexta-feira (19). As mortes teriam ocorrido após uma falha no sistema de distribuição de oxigênio.

Por meio de nota, a prefeitura de Campo Bom, informou que:

“Nesta manhã [19], ocorreu uma instabilidade na rede central de distribuição de oxigênio do hospital. Assim que a Prefeitura soube do ocorrido, prontamente, por intermédio do prefeito Luciano Orsi, do secretário de Saúde João Paulo Berkembrock e da equipe técnica do hospital, colocou à disposição todo o auxílio possível para manter a oxigenação dos pacientes. Foram enviados reforços da Samu e outros profissionais da saúde, entre médicos e enfermeiros, se deslocaram para prestar ajuda. Além disso, foram providenciados carregamentos com mais cilindros de oxigênio como medida de retaguarda.

Seis pacientes, considerados casos muito graves, internados nas Unidades de Terapia Intensiva e Semi-intensiva, infelizmente acabaram falecendo.

O Hospital Lauro Reus já instaurou uma sindicância para averiguar a causa.”

Também em nota, o hospital alegou que no período entre 8h10 e 8h40 da manhã desta sexta-feira (19) haviam 26 pacientes em ventilação mecânica na UTI e Emergência.

De acordo com o hospital, “não houve em momento algum falta de oxigênio aos pacientes, devido à rápida ação da equipe assistencial, que acionou imediatamente o Plano de Contingência – em decorrência de uma instabilidade na rede central de distribuição de oxigênio (O²) que durou aproximadamente 30 minutos”.

Segundo a direção técnica do hospital, o local está operando atualmente com capacidade próxima a 300 % acima da média.