Governo gaúcho reafirma os cuidados de prevenção à Covid-19 no transporte escolar

A normativa também prevê que o transporte escolar deve obedecer e respeitar o limite de passageiros.

Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini

A normativa também prevê que o transporte escolar deve obedecer e respeitar o limite de passageiros. (Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini)

As recomendações para prevenção e controle do coronavírus e outras síndromes gripais no transporte escolar no Rio Grande do Sul foram atualizadas por uma nova normativa apresentada em reunião do COE (Centro de Operações em Emergências) nesta sexta-feira (5).

“O objetivo é orientar a sociedade e a comunidade escolar sobre as medidas necessárias para um retorno seguro das aulas, começando já pelos transportes, que é a entrada dos muitos alunos nas escolas”, explicou o integrante do COE e auditor da SES (Secretaria da Saúde), Bruno Naundorf.

O novo texto reafirma os cuidados com o “risco de transmissão da doença respiratória e com os prejuízos associados a privação de ensino presencial – associados ao consenso internacional de manutenção das atividades de escolares”.

As recomendações apresentam o conhecimento científico atual, com objetivo de proteger professores, outros trabalhadores da educação e transporte, alunos e familiares. O transporte escolar deve obedecer ao mesmo regramento do transporte coletivo de curta distância e transporte fretado, conforme determinação do Protocolo do Modelo de Distanciamento Controlado vigente no RS.

A normativa também prevê que o transporte escolar deve obedecer e respeitar o limite de passageiros, de acordo com determinação do Protocolo do Modelo de Distanciamento Controlado e manter uma listagem atualizada com nomes e endereços dos passageiros.

Vacinas

Durante a reunião do COE também foram abordados outros assuntos como a distribuição da próxima remessa de vacinas, que deve chegar ao Estado neste final de semana. São 193,2 mil novas doses da CoronaVac, representando o quarto lote de vacinas contra a Covid-19 enviado pelo Ministério da Saúde. Com essas doses, o governo do Estado pretende iniciar a segunda fase de imunização, incluindo idosos acima de 85 anos, além de ampliar a vacinação dos profissionais da saúde.

A vigilância genômica das linhagens de coronavírus em circulação em solo gaúcho foi outro tema pautado na reunião do COE. O número e os tipos de linhagens de coronavírus em circulação no Rio Grande do Sul foram divulgados no Boletim Genômico publicado pelo CEVS (Centro Estadual de Vigilância em Saúde) nesta semana.

Voltar Todas de Rio Grande do Sul