Finalizado em Erechim um filme sobre extraterrestres que utiliza imagens supostamente reais de óvnis

O cineasta gaúcho Osnei de Lima, 46 anos, finalizou em Erechim (Norte do Estado) o filme “Sem Saída”, um longa-metragem independente que trata da história de quatro jornalistas que investigam rastros de abdução (sequestro de seres humanos por alienígenas) no Interior do Rio Grande do Sul. A produção utiliza imagens supostamente reais de objetos voadores não identificados (óvnis).

Foram três dias ininterruptos de gravação, com cenas rodadas em tempo real e todas com apenas uma tomada. O estilo escolhido foi o “found footage”, que simula um documentário filmado com uma só câmera – o thriller norte-americano de terror “A Bruxa de Blair” (1999) é um dos ícones desse tipo de produção.

Osnei conta que em 28 de novembro de 2016, ao viajar pelo Oeste de Santa Catarina, visitava Ipuaçu quando registrou imagens de objetos voadores. Segundo ele, o material foi analisado pelo ufólogo Ademar José Gevaerd, que teria avaliado tratar-se de uma modalidade de óvni jamais vista anteriormente.

O especialista, aliás, tem participação fundamental no contexto geral de “Sem Saída”. Conforme o diretor, ele foi escolhido especialmente para esclarecer de forma prática e acessível aos espectadores os temas discutidos dentro da história.

Lançamento

O plano é lançar o filme em breve, no âmbito de festivais de cinema brasileiros e no exterior. Osnei também pretende ampliar o alcance do longa por meio de canais de streaming e de TV por assinatura. “Há também algumas possíveis negociações para o filme ter uma distribuição internacional paralela ao lançamento no País”, garante.

(Marcello Campos)