Estudos de concessão do canal de acesso ao Porto do Rio Grande serão priorizados, diz Ministério da Infraestrutura

Os estudos de concessão do canal de acesso ao Porto do Rio Grande, no Litoral Sul gaúcho, serão priorizados pela EPL (Empresa de Planejamento e Logística), do governo federal.

A informação foi obtida pelo superintendente da Portos RS, Fernando Estima, que esteve em São Paulo na semana passada para o leilão que concedeu à iniciativa privada o direito de exploração de um dos terminais existentes no Porto de Pelotas. A confirmação foi feita pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e pelo secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni.

O canal de acesso ao Porto do Rio Grande, mais os canais dos portos de Paranaguá (PR) e de Santos (SP), serão os três primeiros a serem concedidos. A modelagem ficará a cargo da EPL, coordenada pelo diretor-presidente Arthur Luis Pinho de Lima, com o suporte técnico da Portos RS.

Privilegiado por seus aspectos geográficos, o Porto do Rio Grande consolidou-se como estratégico pela sua forte atuação no Extremo Sul do Brasil, estando entre os mais importantes da América em produtividade.