Em Passo Fundo, dezenas de pessoas já foram atuadas em festas clandestinas neste feriadão

A gravidade da situação da pandemia no Rio Grande do Sul não tem sido suficiente para sensibilizar muitos cidadãos. Em Passo Fundo (Região Norte), não é diferente: neste feriadão de Páscoa, a força-tarefa da Guarda Municipal de Trânsito, Brigada Militar, Corpo de Bombeiros Militar e fiscais da prefeitura já autuou pelo menos 32 pessoas em festas clandestinas.

– Em um bar na área central da cidade, um grupo evidenciava a total falta de noção mínima de civilidade, promovendo uma festa clandestina próximo a uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Ao todo, 12 pessoas foram identificadas e autuadas, incluindo o proprietário do local;

– Em um lotamento na periferia da cidade, uma aglomeração em plena rua contava com pelo menos dez participantes, todos identificados e autuados. Um homem foi autuado pelo consumo de bebida alcoólica em via pública e teve confiscada a caixa térmica onde mantinha o produto.

– Já no bairro Santa Marta, denúncias anônimas levaram a equipe a duas casas com aglomeração de pessoas em uma confraternização, com o agravante da perturbação do sossego devido ao som alto;

– No bairro São Luiz Gonzaga, duas festas também desafiavam as regras de combate à pandemia, sendo que várias delas foram identificadas como moradoras de cidades-vizinhas;

– O bairro Industrial, por sua vez, tinha dez pessoas (incluindo forasteiros) fazendo festa em uma residência;

– Também foram percorridos outros endereços e vistoriados estabelecimentos comerciais, praças e ruas.

Passo Fundo tem pelo menos 24.741 testes positivos de coronavírus e 406 mortes pela doença, números que colocam a cidade em quarto lugar no ranking gaúcho de casos de Covid e na décima-primeira posição em contingente de óbitos pela doença.

Camaquã

Na madrugada de sexta-feira (2), após denúncias anônimas, agentes de fiscalização municipal com o apoio da BM flagraram a realização de uma festa de aniversário na localidade de Querência, na zona rural de Camaquã (Região Sul). Em um galpão, uma festa de aniversário contava com dezenas de convidados, aglomerados e sem máscara.

Assim que perceberam a chegada da equipe, diversos participantes fugiram para um mato localizado junto à propriedade. Os que ficaram, foram revistados, identificados e multados, cada um, em R$ 2 mil. Todos os maiores de idade tiveram que assinar termo circunstanciado por infração penal.

(Marcello Campos)