Em dois meses, o Rio Grande do Sul já aplicou mais de 1 milhão de vacinas contra o coronavírus

Nesta segunda-feira (22), o Rio Grande do Sul ultrapassou a marca de 1 milhão de unidades de vacina contra o coronavírus aplicadas na população: até o início da noite, eram 780.292 injeções em primeira e 268.608 em segunda dose (tanto a Coronavac quando Oxford têm ciclo em duas etapas). A campanha começou no Estado em 19 de janeiro.

Os números indicam que, proporcionalmente, 15,4% das pessoas que integram o segmento prioritário de imunização já receberam a primeira aplicação, de acordo com os dados do painel oficial do Estado. Já no que se refere à segunda, o índice é de 5,3%.

“Em vários grupos com esse perfil, como moradores e funcionários de instituições de longa permanência e profissionais de saúde da linha-de-frente do combate à Covid, por exemplo, a cobertura já é de praticamente 100%.”

Cabe ressaltar que a população total do Rio Grande do Sul é estimada em 11,3 milhões de pessoas, residentes em 497 municípios.

Segundo a diretora do Departamento de Atenção Primária e Políticas de Saúde da Secretaria da Saúde (SES), Ana Costa, a ampliação e aceleração da imunização, tão fundamentais neste momento crítico que vivemos, depende do envio regular e breve das vacinas pelo Ministério da Saúde, cumprindo os cronogramas anunciados.

Na tarde desta segunda-feira (22), as Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS) começaram a receber as suas respectivas cotas do lote de 322.050 doses enviadas sábado pelo Ministério.

No dia em que o Rio Grande do Sul ultrapassou o total de 1 milhão de doses aplicadas, passaram a ser disponibilizadas, no site vacina.saude.rs.gov.br, informações adicionais para que a população acompanhe a estratégia de vacinação no Estado.

Estão disponíveis dados como gênero e faixa etária das pessoas imunizadas, assim como a quantidade de doses aplicadas de cada fabricante. A estimativa de integrantes do grupo prioritário no Estado foi atualizada pelo Ministério da Saúde para 5.081.552.

“A Secretaria da Saúde passou a integrar a base de dados do sistema oficial do Ministério da Saúde e isso tornou possível ampliarmos ainda mais a transparência do processo de imunização no Estado, especialmente porque é maior a frequência de atualização dos dados fornecidos pelos municípios ao sistema oficial”, destacou o diretor-adjunto do Departamento de Gestão de Tecnologias e Inovação da SES, Mauricio Reckziegel.

Lotes até agora

– 1ª remessa (18 de janeiro): 341,8 mil doses de Coronavac;

– 2ª remessa (24 de janeiro): 116 mil doses de Oxford;

– 3ª remessa (25 de janeiro): 53,4 mil doses de Coronavac;

– 4ª remessa (07 de fevereiro: 193,2 mil doses de Coronavac;

– 5ª remessa (24 de fevereiro): 135 mil doses de Oxford;

– 6ª remessa (24 de fevereiro): 84,2 mil doses de Coronavac;

– 7ª remessa (3 de março): 174 mil doses de Coronavac;

– 8ª remessa (9 de março): 187,8 mil doses de Coronavac;

– 9ª remessa (17 de março): 318,2 mil doses de Coronavac;

– 10ª remessa: (20 de março): 285,8 mil doses de Coronavac e 36,2 mil de Oxford.

(Marcello Campos)