Em caráter excepcional, lojas e restaurantes podem receber clientes neste sábado no Rio Grande do Sul

Após reunião do Gabinete de Crise, o governo do Rio Grande do Sul autorizou para este sábado (3) o funcionamento de estabelecimentos como lojas em geral e restaurantes, das 5h às 20h. A suspensão geral das atividades não essenciais, entretanto, está mantida nesta Sexta-Feira Santa e no domingo de Páscoa.

Conforme o governador Eduardo Leite, a decisão acolhe um pedido de segmentos que atuam na venda de produtos e serviço relacionados à data temática. “Será uma abertura pontual e cuidadosa, seguindo todos os protocolos sanitários”, salientou em vídeo divulgado nas redes sociais. Ele acrescentou:

“Na sexta-feira e no domingo, prosseguem a restrições vigentes porque, apesar da leve melhora em alguns indicadores nos últimos dias, ainda estamos em bandeira preta e o risco imposto pela covid à população gaúcha é elevadíssimo”.

O chefe do Executivo estadual também anunciou que as restrições de horários às atividades econômicas entre 20h e 5h, em vigor desde o dia 20 de fevereiro e com previsão original de término neste domingo (4), serão mantidas nos dias úteis até pelo menos a próxima sexta-feira (9):

“Entendemos que ainda seja necessário um pouco mais de rigor e esforço por alguns dias, para não afetar a trajetória recente de leve recuperação”.

Como fica

– As atividades como comércio de produtos não essenciais só podem funcionar entre 5h e 20h nos dias úteis e, excepcionalmente, neste sábado;

– Para restaurantes e lancherias, o horário-limite para atendimento aos clientes de forma presencial é 18h nos dias úteis (incluindo este sábado), não podendo funcionar presencialmente em sábados, domingos e feriados. O atendimento pode ser feito nas modalidades de pegue-e-leve e drive-thru entre as 5h e 20h em todos os dias da semana; 

– Supermercados têm limite de funcionamento até as 22h em qualquer dia da semana;

– Todos os serviços podem operar em modo de tele-entrega;

– Atividades essenciais como farmácias, clínicas médicas e postos de combustíveis, dentre outros, não têm restrição de horário;

– Parques temáticos, de aventura, jardins botânicos, zoológicos e museus, entre outros espaços de cultura e lazer, seguem proibidos de receber público externo em regiões sob bandeira preta ou vermelha (limite para quem está em cogestão no sistema de distanciamento controlado) em qualquer dia da semana;

– A permanência em praias, praças e parques urbanos também segue restrita. Estão liberadas apenas atividades físicas individuais nesses locais.

Fiscalização

Ainda sobre o sábado com liberação de atividades consideradas supérfluas, o governador do Rio Grande do Sul também chamou a atenção para outro aspecto que motivou inclusive um recente anúncio de verba extra às prefeituras: a necessidade de reforço na fiscalização do cumprimento das medidas de combate ao coronavírus.

“Destacamos a necessidade de os municípios reforçarem seus planejamentos de fiscalização e, efetivamente, fiscalizarem as atividades. Somente com controle e pulso firme, poderemos ter, gradativamente, liberações às atividades, sem que isso prejudique o controle de propagação do vírus”, finalizou Eduardo Leite. 

(Marcello Campos)