De cada dez gaúchos internados em UTI, ao menos sete têm confirmação ou suspeita de contágio pelo coronavírus

Dados do painel estatístico atualizado na noite deste domingo (4) pelo governo gaúcho apontam que, dos 3.269 pacientes internados em leitos hospitalares em unidades de terapia intensiva (UTIs) do Rio Grande do Sul, 2.392 (73,2%) estão ocupados por paciente com diagnóstico de coronavírus. Outros 106 (3,2%) são aguardam resultado de teste para covid.

Somados ambos os segmentos, são 2.498 indivíduos com suspeita ou confirmação de contágio atendidos nesse tipo de estrutura, destinada a casos graves. Esse contingente representa, portanto, 76,4% do total de leitos, de acordo com a Secretaria Estadual da Saúde (SES).

O restante dos internados em UTIs é composto por 771 pacientes (23,6%) de outras doenças ou ferimentos. A estatística leva em consideração as informações enviadas por 299 instituições de saúde (públicas ou particulares) nas mais variadas regiões do mapa gaúcho e estão sujeitas e revisões constantes – no fim da noite, 45 delas estavam em atraso no envio de seus relatórios.

Menores de idade

Vale ressaltar que esses números não abrangem os menores de 18 anos. Nas UTIs pediátricas, no momento são 11 crianças ou adolescentes com teste positivo de covid e 21 à espera de confirmação. Trata-se, portanto, de um grupo de 32 pequenos cidadãos.

Ocupação geral

De um modo geral, por volta das 22h deste domingo, as unidades de terapia intensiva do Rio Grande do Sul apresentavam uma taxa geral de ocupação de 96,5%. Eram 3.269 pacientes internados em 3.387 leitos hospitalares com esse perfil.

(Marcello Campos)