Começa neste mês a construção de duas passarelas na ERS-118, na Região Metropolitana de Porto Alegre

As obras de duas das seis passarelas para pedestres previstas no trecho duplicado da rodovia estadual ERS-118 na Região Metropolitana de Porto Alegre deve começar até o final de junho. Localizadas nos quilômetros 5,1 (Sapucaia do Sul) e 10,4 (divisa entre Gravataí e Cachoeirinha), as travessias receberão um investimento total de R$ 7,2 milhões, provenientes do Tesouro do Estado.

De acordo com informações divulgadas no site oficial do Palácio Piratini, as estruturas vão proporcionar mais segurança aos usuários da estrada. O serviço será realizado pela Salver Construtora e Incorporadora, que assinou nesta semana o contrato com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), vinculado à Secretaria de Logística e Transportes (Selt).

“São estruturas demandadas há muito tempo e que trarão mais segurança para usuários da rodovia e pessoas que moram em suas proximidades”, reiterou o governador Eduardo Leite durante a cerimônia de rubrica. “Estamos trabalhando para que, em breve, possamos anunciar mais obras na ERS-118.”

O titular da Selt, Juvir Costella, frisou por sua vez que ambas as passarelas complementam o projeto de duplicação dos 21,5 quilômetros entre Sapucaia do Sul e Gravataí:

“Após entregarmos a tão esperada duplicação, seguimos investindo nessa importante rodovia para ampliar os benefícios a quem vive na região. A ERS-118 já se consolida como mais uma atrativo para grandes empreendimentos que impulsionam a economia local”.

Detalhamento

Conforme o diretor-geral do Daer, Luciano Faustino, todas as passarelas que serão implantadas na rodovia têm o mesmo padrão. De estrutura metálica, serão apoiadas em pilares de concreto armado e possuem 6,5 metros de altura (desde o pavimento até a estrutura) por 2,6 metros de largura interna. As estruturas apresentam coberturas com telhas metálicas e telas nas laterais, para proteção.

“As passarelas serão elaboradas de acordo com as normas de acessibilidade, com rampas de acesso contendo guarda-corpos, sendo abertas e com sistema de iluminação”, detalhou o diretor. Ele acrescentou que o projeto para a execução da passarela no quilômetro 2,1 está cerca de 90% concluído e deve ser encaminhado em breve à Subsecretaria da Administração Central de Licitações (Celic).

Outras três travessias estão com os projetos em andamento, conforme mencionou o governador gaúcho. “Dentro dos trâmites legais obrigatórios, estamos acelerando os processos para que a população possa contar o mais rápido possível com a inclusão de estruturas que facilitam o deslocamento e contribuem com a diminuição de acidentes”, finalizou.

(Marcello Campos)