Com 7.344 mortes por covid, março concentrou quase 40% dos casos fatais no Estado

Mês que marcou um ano da chegada do coronavírus ao Rio Grande do Sul, março de 2021 também se caracterizou pelo maior número de mortes por covid no Estado. Foram 7.344 casos fatais, o que representa 37,2% dos 19.736 registrados até agora. Já no acumulado desde janeiro, 2021 concentra 10.864 vítimas gaúchas da doença, ou 55%.

Confira, a seguir, as perdas humanas notificadas oficialmente em cada um dos 13 meses de pandemia. A base de dados são as estatísticas divulgadas nos sites, redes sociais e plataformas digitais da Secretaria Estadual da Saúde (SES).

– Março 2020: 4;
– Abril 2020: 54;
– Maio 2020: 166;
– Junho 2020: 390;
– Julho 2020: 1.262;
– Agosto 2020: 1.559;
– Setembro 2020: 1.347;
– Outubro 2020: 1.015;
– Novembro 2020: 1.017;
– Dezembro 2020: 2.059;
– Janeiro 2021: 1.797;
– Fevereiro 2021: 1.724;
– Março 2021: 7.344.

Por faixa etária

Principal grupo de risco do coronavírus, os idosos continuam sendo o segmento populacional mais frequente entre as perdas humanas para a pandemia em praticamente todos os países. No Rio Grande do Sul, a estatística aponta que a faixa etária com maior taxa de letalidade é de 70 a 79 anos, com 5.461 vítimas.

Depois aparecem os indivíduos a partir de 80 anos, com 5.153 desfechos fatais. Na terceira posição está a faixa de 60 a 69 anos (4.669 falecimentos), seguida pela de 50 a 59 anos (2.438). A lista prossegue com os gaúchos de 40 a 49 anos (1.256), 30 a 39 anos (556), 20 a 29 anos (159), 15 a 19 (26), enquanto os demais tinham entre 1 dia e 14 anos.

(Marcello Campos)