Canoas inaugura Ambulatório Pós-Covid para atendimento a pacientes que ficaram com sequelas da doença

A partir desta quarta-feira (02), Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, conta com um serviço especializado para atender pacientes que venceram a Covid-19 e que permanecem com sequelas da doença. O Ambulatório Pós-Covid, instalado no Hospital Nossa Senhora das Graças, irá oferecer acompanhamento multidisciplinar e exames.

O serviço será destinado a casos de pacientes adultos que passaram por internação, em UTIs Covid ou leitos clínicos, e permanecem com sintomas após infecção pelo coronavírus. Poderão ser atendidos também pacientes encaminhados pelas UBSs (unidades básicas de saúde) que não chegaram a precisar de internação, mas que apresentam complicações no pós-Covid.

A capacidade inicial é de atender 100 pessoas por mês, mas a Secretaria Municipal da Saúde já estuda a ampliação dos atendimentos, conforme houver aumento da demanda. O encaminhamento dos pacientes acontecerá, exclusivamente, via UBS. No Ambulatório, eles passarão por avaliação de um clínico geral, que determinará as especialidades que deverão atendê-lo. O acompanhamento deve durar até seis meses, período que pode se estender caso seja necessário.

A equipe multidisciplinar é composta por pneumologista, cardiologista, neurologista, fisioterapeuta, fonoaudiólogo e clínico geral. Serão oferecidos, ainda, exames laboratoriais, tomografia, raio-x e espirometria (exame utilizado para medir a quantidade e o fluxo de ar que entra e sai dos pulmões).

De acordo com o secretário municipal da Saúde, Maicon Lemos, trata-se de um trabalho pioneiro na região metropolitana e um dos poucos serviços deste tipo no país, que permite concentrar diversas especialidades em um único local. “Hoje o atendimento acontece de forma segmentada na rede pública de saúde. Aqui teremos uma cobertura completa em um ambulatório diferenciado”, afirmou.

Além do sistema respiratório

As sequelas observadas nos pacientes pós-Covid são muitas e envolvem vários órgãos, não apenas os pulmões. Incluem, ainda, fadiga, falta de ar, dores de cabeça, perda de olfato e paladar, palpitações, tromboses, dificuldade raciocínio e problemas de memória. Podem envolver também manifestações psiquiátricas, como ansiedade e depressão.

O prefeito Jairo Jorge ressaltou que a inauguração do Ambulatório Pós-Covid representa um primeiro passo na assistência aos pacientes que sofrem com sequelas da doença. “Será possível proporcionar um atendimento integrado e acompanhar a evolução dos casos. A OMS estima que, ao menos, 10% de quem teve Covid-19 sofrem com as sequelas. Se essas pessoas não tiverem atendimento adequado correm riscos ainda maiores.”, enfatizou. A Prefeitura investirá mais de R$ 1 milhão no serviço, cerca de R$ 85 mil por mês, em recursos próprios.

Segundo dados do boletim da Covid-19, atualizados na terça-feira (1º), Canoas totaliza 42.052 casos confirmados da doença e 39.741 recuperados, desde o início da pandemia. São 98 pacientes internados em UTI e 69 em leitos de Enfermaria Covid.