Após paralisação de uma hora dos metroviários, Trensurb retoma operações nesta terça-feira

Após paralisação de uma hora dos metroviários, a Trensurb iniciou as operações às seis horas da manhã desta terça-feira (20). A categoria atendeu determinação da Justiça do Trabalho, que autorizou o protesto, mas com retomada do serviço às 6h. A manifestação é por vacinação imediata para a categoria.

A desembargadora federal do Trabalho Maria Izabel Centena Gonzalez acatou, de forma parcial, um pedido de liminar apresentado pela Trensurb no último domingo (18).

A estatal moveu uma ação judicial contra o Sindimetrô-RS (Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexas do Rio Grande do Sul), com objetivo de considerar abusiva a greve da categoria programada para esta terça, que previa paralisação dos serviços entre 5h e 7h.

Na decisão dessa segunda-feira, a magistrada determinou que os trens deveriam circular hoje, a partir das 6h. Caso a ordem não fosse cumprida, o sindicato ficaria sujeito a multa de R$ 100 mil.

Além de Porto Alegre, a mobilização, coordenada pela Fenametro (Federação dos Metroferroviários), se repete em outras cidades do País. O ato é anunciado pelo sindicato como o Dia Nacional de Luta.

A meta é alertar a população quanto à importância de priorizar a vacinação de grupos que mantiveram as atividades durante a pandemia. A entidade estima que, entre trabalhadores diretos e indiretos, 1,5 mil pessoas atuem para garantir a circulação dos trens que fazem a ligação entre Porto Alegre e o Vale do Sinos.