A Polícia gaúcha investiga atos de vandalismo contra mais de 30 lojas e agências bancárias em Porto Alegre, Gravataí e Viamão

A Polícia Civil abriu inquérito para identificar a autoria de uma série de atos de vandalismo a lojas, lancherias e agências bancárias em Porto Alegre, Gravataí e Viamão (Região Metropolitana). Foram mais de 30 estabelecimentos com vidros espatifados entre a noite de terça-feira (13) e a madrugada desta quarta. Um relógio de rua também foi atingido.

Na capital gaúcha, os ataques tiveram como alvo endereços comerciais nas Zonas Norte e Leste – avenidas Assis Brasil, Carlos Gomes, Bento Gonçalves e Terceira Perimetral. Já em Gravataí, 14 lojas e revendas de veículos foram danificadas na rodovia ERS-040.

O que se sabe até agora

Imagens registradas por câmeras de segurança estão sendo submetidas a análise. Até o final da noite desta quarta-feira, nenhum suspeito havia sido detido ou mesmo identificado. A possível motivação dos ataques também permanece uma incógnita até o momento.

Os investigadores já conseguiram apurar que as vidraças foram atingidas por pedras e disparos de arma-de-pressão, pois várias esferas de chumbo utilizadas nesse tipo de artefato foram encontradas nos locais atingidos.

Informações preliminares também indicam que os responsáveis agido a pé e em um caminhão-baú branco (a presença do veículo coincide com alguns dos incidentes filmados por câmeras de monitoramento).

“O Departamento de Polícia Metropolitana tomou conhecimento dos fatos e está fazendo um levantamento das ocorrências registradas, a fim de realizar uma investigação conjunta com as delegacias de polícia respectivas”, frisou a corporação, acrescentando que:

“A divisão de inteligência do departamento está realizando esse levantamento e auxiliando nas investigações. Caso alguma ocorrência não tenha sido registrada, a Polícia Civil orienta que o registro policial seja realizado, bem como quaisquer informações que a população possa ter sobre tais fatos sejam repassadas à Polícia Civil.”

(Marcello Campos)