Polícia Federal prende no Ceará homem suspeito de participar de ataque virtual ao STF

Mandado de prisão preventiva foi cumprido nesta terça-feira (31). Tentativa de invasão ao site do Supremo Tribunal Federal ocorreu em maio. A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira (31) um homem suspeito de participar de ataques cibernéticos ao site do Supremo Tribunal Federal (STF). O mandado de prisão preventiva foi cumprido em Fortaleza, no Ceará.
A tentativa de invasão aconteceu em maio deste ano e tirou o site do STF do ar. À época, técnicos da Corte informaram que não foram acessadas informações sigilosas nem houve sequestro do ambiente virtual, como aconteceu com o portal do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em 2020.
Segundo a PF, o homem preso nesta terça já foi alvo da segunda fase da operação LEET, deflagrada no último dia 11, na qual os agentes cumpriram dois mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro e no Ceará. Na ocasião, os investigadores apreenderam equipamentos eletrônicos de suspeitos de participarem do ataque virtual.
“A análise do material apreendido nos autos do inquérito policial levou à identificação de elementos de prova que, além de confirmar sua participação nos ataques ao STF, demonstrou que o investigado rotineiramente praticava crimes cibernéticos contra instituições públicas e privadas”, disse a PF em nota.
A Polícia Federal disse que o suspeito preso nesta terça (31) também é investigado na operação CAPTURE THE FLAG, deflagrada em junho do ano passado, que apura a invasão de bancos de dados de órgãos públicos.
O investigado deve responder pelos crimes de invasão de dispositivo informático e associação criminosa.
VÍDEOS: notícias sobre política