Novo pode ter única mulher na disputa pelo governo do Rio

Dos partidos que já anunciaram intenção de disputar a eleição para o governo do Estado do Rio no ano que vem, nenhum lançou ainda o nome de uma mulher para a corrida eleitoral.

O Partido Novo é o que até agora tem a maior chance de ter uma representante feminina na disputa de 2022. A engenheira Juliana Benício acaba incluir seu nome no diretório estadual do Novo como postulante à disputa ao cargo pela legenda. Juliana foi candidata a prefeitura de Niterói no ano passado, tendo ficado em quinto lugar no ranking de votação.

Ela, que é prima do ator Murilo Benício, irá disputar as prévias contra o deputado federal Paulo Ganime. Vai ser a primeira vez desde a criação do Novo que a disputa para um cargo eletivo nos estados será precedida de prévias, segundo um cacique da legenda contou à coluna. O partido ainda estuda como vai organizar essa disputa.

Juliana é um dos quadros do Novo que mais verbaliza seu apoio ao impeachment do presidente Jair Bolsonaro nas redes, em linha com a orientação expressada em julho pelo partido e também por um de seus fundadores, o empresário João Amoedo. Ela faz parte de um movimento que prega “nem Lula nem Bolsonaro” nas urnas no ano que vem.

O adversário da engenheira na corrida interna do partido ocupa espectro político diferente. Ganime é do grupo do Novo que ainda não se manifestou publicamente sobre a posição do partido em relação ao impeachment presidente.

Até o momento, os partidos só ventilaram nomes de homens para a disputa ao governo do Rio no ano que vem. O PSB anunciou que tentará a vaga com Marcelo Freixo. O PDT disputará com Rodrigo Neves, ex-prefeito de Niterói. O PSD, do prefeito do Rio, Eduardo Paes, pretende lançar o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, na disputa. O governador Cláudio Castro tentará a reeleição pelo PL.