Rafael Libman indica lugares em São Paulo que contam a história da cidade

São Paulo é a maior cidade do Brasil, responsável por movimentar a maior porcentagem do PIB no país, afirma o empresário Rafael Libman, viajante assíduo e apaixonado pela cidade de SP. Sabendo a importância e beleza da cidade, o empresário separou alguns pontos turísticos que narram a história da capital do estado.

O primeiro a ser citado, sem sombras de dúvidas, é o Pateo do Colégio, tendo em vista sua importância histórica e cultural, pois foi palco da fundação da cidade, quando em 1554, a Companhia Jesuítica fez do lugar um núcleo de catequização a fim de trazer fiéis para a religião. Hoje reúne arquivos históricos, concertos e programações que levam o visitante a uma vasta história da cidade de São Paulo.

Outro ponto importante não é um ponto específico, mas sim uma rua inteira: a Avenida Paulista. Antes era formada por grandes casarões, pertencentes aos ricos fazendeiros de incluídos no mercado cafeeiro, aristocratas, pela burguesia. Hoje estão instaladas grandes corporações e ao longo de sua extensão, conta com projetos arquitetônicos que contam com a modernidade da maior cidade do país e com o clássico de sua fundação, a Casa das Rosas é um exemplo claro de antiguidade em meio à modernidade, relata Rafael Libman.

O Viaduto do Chá foi o primeiro viaduto a ser construído na cidade. Até hoje mantém formas daquela época, é a história pura e concreta diante dos nossos olhos, fala o empresário. Inaugurado em 1892, recebeu este nome pois está situado em uma região que antes abrigava uma plantação de chá indiano. Com 204 metros de extensão, é possível ver o Shopping Light e a Prefeitura de São Paulo, o viaduto também interliga duas importantes ruas da cidade: a Barão de Itapetininga e a Rua Direita

A Pinacoteca é, certamente, um dos museus mais importantes de São Paulo e do Brasil. Com exposições de grandes artistas brasileiros e também internacionais, reúne todos os anos milhares de espectadores sem seus salões. A Pinacoteca está repleta de arte brasileira dos séculos XIX e XX, alega Rafael Libman. Por meio dessas obras é possível conhecer a história de nossa sociedade da melhor forma existente: através da arte.

Por último, mas, com certeza, não menos importante, o empresário sugere a visita ao Theatro Municipal. Palco de grandes transformações na sociedade, como a Semana de Arte Moderna de 1922, marco do Modernismo no Brasil, ainda hoje mantém sua arquitetura original e irreverência, em seu itinerário há apresentações de concertos e programações para os amantes de arte e história.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui