Investigação de crimes rurais será centralizada novamente em Bagé

As investigações, os indiciamentos e as prisões realizadas em decorrência de crimes rurais deverão ser novamente centralizadas no município de Bagé. No entanto, não serão operacionalizadas somente pela unidade. Segundo o delegado Nedson Ramos de Oliveira, diretor da Divisão Policial do Interior (DPI), o trabalho será coordenado pela Delegacia de Polícia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab), em Bagé, mas contará com apoio das delegacias já atuantes nos municípios de Camaquã, Cruz Alta e Alegrete. Segundo Oliveira, as investigações descentralizadas não obtiveram bons números de indiciamentos e de prisões.

Nedson Ramos de Oliveira divulgou a informação durante a live promovida pela Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac), na última quarta-feira, sobre o tema. A mudança foi solicitada pelos representantes da federação.

Segundo De Oliveira, pretendia-se começar essa nova organização em agosto, mas “ruídos políticos” podem atrasar esse processo. “Não temos uma data prevista para a alteração do modelo”, afirma.

 

Artigo anteriorDocumentação, língua, emprego, abrigo, frio: as dificuldades dos migrantes que chegam ao RS
Próximo artigoPolícia Rodoviária Federal e Polícia Civil apreendem quase R$ 38 mil com taxista na BR 293, em Bagé

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui