Frio, fome e medo são os desafios a serem vencidos

O ritmo é intenso no interior da Fazenda Sentinela para o “Desafio Sobrevivência do Pampa”. Os organizadores da competição chegaram no sábado e já começaram os preparativos. Eles foram recebidos com um cardápio bem gaudério – com espinhaço de ovelha, pirão e feijoada. Na linha de frente, está o coronel Marcelo Montibeller Borges – proprietário da Via Radical Brasil, que promove a competição.

A competição começa na madrugada desta quarta-feira, quando os 12 participantes, divididos em duas equipes, sairão vendados. Um grupo irá para a direção oeste da fazenda e o outro para leste. Eles ficarão na parte mais baixa da propriedade.

Desconforto no mato

O frio é o maior desafio e, ao mesmo tempo, o grande atrativo da competição. “Queremos o frio, ele traz junto o desconforto, medo, fome, sede e cansaço, que serão combatidos pelos desafiantes com inteligência, sabedoria, força e paciência”, disse Montibeller.

Segundo o coronel, os participantes têm experiência em lugares e clima adversos. Eles já competiram no Pantanal, Amazônia e Floresta Atlântida. O organizador do evento enfatizou que tem previsão de chuva para quinta e sexta-feira e um frio intenso no sábado. “Resta saber como será o vento, que sempre é um agravante”, disse.

Amanhã, às 23h, os participantes irão cantar os hinos Nacional e o de Bagé. Após, iniciam as instruções (como sevar um chimarrão, encilha de um cavalo). Também serão instruídos sobre armadilhas e perigos e cuidados que deverão ter, pois a área possui cobra cruzeira.

A 1h, todos terão os olhos vendados, e, com suas mochilas com o mínimo de materiais, serão levados para os locais onde inicia o desafio. Ficarão totalmente isolados durante quatro dias, vencendo todas as dificuldades, como chuva, geada, frio e fome. Terão que pescar e caçar para alimentação.

Culinária gaudéria

Os competidores retornam no domingo, onde serão recebidos com feijoada feita em panela de ferro por Sonia Leite, carne com batatad também feita em panela por Adão Leite, carreteiro preparado por Itamar, que participou do reality Largados e Pelados, e um churrasco de ovelha, feito pelo funcionário da fazenda, Carlos Darlan Pereira dos Santos.

Os competidores têm idades entre 23 e 72 anos. São homens de diferentes classes sociais de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás e São Paulo. São empresários, autônomos, engenheiros, administradores e seguranças.

Artigo anteriorGoverno anuncia corte no imposto de importação de arroz, feijão, carne, massas e outros itens
Próximo artigo‘Previsão é cair por volta de R$ 2 o litro da gasolina e R$ 1, o diesel’, afirma Bolsonaro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui