CPI: relator inclui ministro, deputado e mais sete pessoas na lista de investigados

Ao incluir alguém na lista dos investigados pela CPI, relator mostra que vê suspeitas de crimes. Algumas das pessoas incluídas já prestaram depoimento à comissão. VÍDEO: Renan Calheiros inclui Onyx Lorenzoni, Osmar Terra e mais 7 na lista de investigados pela CPI da Covid
O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), anunciou nesta quarta-feira (1º) a inclusão de mais nove pessoas na lista de investigados pela comissão.
Na prática, ao incluir alguém na lista dos investigados pela CPI, o relator mostra que vê suspeitas de crimes.
As pessoas incluídas na lista de investigados são:
Onyx Lorenzoni, ministro do Trabalho;
Osmar Terra (MDB-RS), deputado federal;
Cristiano Carvalho, representante da Davati no Brasil;
Emanuela Medrades, diretora da Precisa Medicamentos;
Helcio Bruno de Almeida, coronel;
Luciano Hang, empresário;
Luiz Dominghetti, policial que se apresenta como representante da Davati;
Marcelo Bento Pires, coronel;
Regina Célia, fiscal dos contratos da Precisa no Ministério da Saúde.
O relator não detalhou os motivos para que cada uma dessas pessoas fosse incluída na lista. Algumas delas, como Cristiano Carvalho, Luiz Dominghetti e Emanuela Medrades, já prestaram depoimento à comissão em razão de suspeitas envolvendo negociações para aquisição de vacinas.
O anúncio de Renan Calheiros foi feito pouco antes de a CPI começar a ouvir o depoimento do motoboy Ivanildo Gonçalves Dias, funcionário da VTCLog, empresa de logística selecionada pelo Ministério da Saúde para cuidar da armazenagem e distribuição de medicamentos.
Análise
Ouça o episódio do podcast O Assunto sobre “Um escândalo para cada vacina”: