O governo gaúcho começa nesta terça o envio de vacinas contra o coronavírus aos municípios

O governador do RS, Eduardo Leite (E), acompanhou nesta segunda-feira (17) o embarque das primeiras doses da CoronaVac em São Paulo. (Foto: Reprodução/Twitter)

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul informou que prepara para esta terça-feira (19) o envio das doses da vacina contra a Covid-19 para todos os municípios do Estado. Um lote de 341,8 mil unidades fabricadas pelo Instituto Butantan e distribuídas pelo Ministério da Saúde foi destinado ao Estado.

Após a separação por regional, por critérios populacionais, as doses serão despachadas para a capital e para as 18 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS). Inicialmente, o público a ser vacinado são os profissionais de saúde da linha de frente em hospitais, Atenção Básica e rede de urgência e emergência, pessoas acima de 60 anos que vivem em Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPI) e população indígenas aldeadas.

Segundo o governo gaúcho, serão encaminhadas nesta terça 170,8 mil doses aos municípios, aproximadamente a metade do recebido. A quantidade remanescente fica reservada para o posterior envio destinado à segunda dose desse público, prevista para aplicação entre duas e quatro semanas após a primeira aplicação. O envio – a partir de Porto Alegre – será realizado por via terrestre e aérea, com o apoio da frota de aviões da Secretaria de Segurança Pública (SSP).

Ainda nesta terça (19) serão definidas as quantidades por município, após o trabalho nas coordenadorias de separar as caixas para cada cidade, seguindo os critérios populacionais dos grupos prioritários.

Entre o público destinado para o início da campanha, 138 mil doses são destinadas aos trabalhadores da saúde. Isso representa 34% estimado para esse grupo no Estado. Por isso, a orientação é que sejam vacinados aqueles que lidam de forma mais direta com pessoas com a Covid-19, em hospitais, Samu e na Atenção Básica.

De acordo com o recebimento de doses, os demais integrantes da área da saúde serão gradativamente incluídos. No total, o público de trabalhadores do setor da saúde estimado é de 400 mil pessoas no RS.

Outras 9,8 mil doses estão previstas para as pessoas 60 anos ou mais institucionalizadas, deficientes institucionalizados e trabalhadores de Instituições de Longa Permanência de Idosos. Para a comunidade indígena que vive em aldeias, são mais 14 mil doses destinadas.

O governador do RS, Eduardo Leite, acompanhou nesta segunda-feira (17) o embarque das primeiras doses da CoronaVac em São Paulo para a distribuição aos Estados. 

Veja o local de destino e o número doses a serem enviadas nesta terça-feira:

– Porto Alegre: 51.600;

– 1ª CRS (sede Porto Alegre – 65 municípios): 26.000;

– 2ª CRS (sede Frederico Westphalen – 26 municípios): 4.360;

– 3ª CRS (sede Pelotas – 22 municípios): 12.400;

– 4ª CRS (sede Santa Maria – 32 municípios): 8.400;

– 5ª CRS (sede Caxias do Sul – 49 municípios): 14.000;

– 6ª CRS (sede Passo Fundo – 62 municípios): 10.200;

– 7ª CRS (sede Bagé – 6 municípios): 1.760;

– 8ª CRS (sede Cachoeira do Sul – 12 municípios): 2.720;

– 9ª CRS (sede Cruz Alta – 13 municípios): 1.920;

– 10ª CRS (sede Alegrete – 11 municípios): 4.000;

– 11ª CRS (sede Erechim – 33 municípios): 5.360;

– 12ª CRS (sede Santo Ângelo – 24 municípios): 3.560;

– 13ª CRS (sede Santa Cruz do Sul – 13 municípios): 4.400;

– 14ª CRS (sede Santa Rosa – 22 municípios): 2.360;

– 15ª CRS (sede Palmeira das Missões – 26 municípios): 6.040;

– 16ª CRS (sede Lajeado – 37 municípios): 4.240;

– 17ª CRS (sede Ijuí – 20 municípios): 3.200;

– 18ª CRS (sede Osório – 23 municípios): 4.280.

As informações são da Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul.

Voltar Todas de Geral