Após piora nos indicadores da Covid, quatro regiões recebem alerta do governo do RS


Sistema de monitoramento estadual da pandemia, 3As, emitiu alertas para Caxias do Sul, Erechim, Pelotas e Santa Maria. Taquara recebeu primeiro aviso. Após piora nos indicadores da Covid, quatro regiões recebem alerta do governo do RS
O Gabinete de Crise do governo do Rio Grande do Sul emitiu, nesta quarta-feira (26), alertas para quatro regiões do estado, dentro do Sistema 3 As de Monitoramento da pandemia. As regiões de Caxias do Sul, Erechim, Pelotas e Santa Maria têm prazo de 48h para apresentar planos de ação ao Palácio Piratini. O nível de Alerta é a segunda fase de três, que tem ainda Aviso (fase 1) e Ação (fase 3).
Bagé e Santa Cruz do Sul receberam avisos pela segunda vez, informou o governo. Além disso, a região de Taquara recebeu o primeiro aviso, em razão do aumento de casos e da redução do ritmo de vacinação. Essas localidades se juntam a Capão da Canoa, Guaíba, Novo Hamburgo e Porto Alegre.
Já Cruz Alta, Ijuí, Passo Fundo, Santo Ângelo, Palmeira das Missões, Santa Rosa e Uruguaiana seguem sob alerta. Todas essas localidades já apresentaram planos de ação ao Palácio Piratini.
RS tem 15 regiões com aumento na ocupação de leitos de UTI
Porto Alegre é uma das cidades que recebeu aviso do Comitê de Crise.
Alex Rocha/PMPA
Motivos
Segundo o governo, na região de Pelotas a incidência de casos de coronavírus a cada 100 mil habitantes aumentou 17,8% na última semana. A taxa de mortalidade a cada 100 mil também cresceu, uma alta de 14,5% na última semana.
A ocupação de leitos clínicos e de UTI, além da taxa de 9,9% da população vacinada com a segunda dose, a quarta menor do RS, justificam o alerta, diz o Gabinete de Crise.
A região de Caxias do Sul apresentou incidência de casos 18,7% superior à semana anterior. A ocupação de leitos clínicos subiu 7,8%, já a de UTIs aumentou 7% na semana.
Na região Central, Santa Maria e municípios do entorno tiveram crescimento de 26,1% nos casos em uma semana e de 6,3% nos óbitos por coronavírus.
A localidade tem a menor proporção de vacinados com a segunda dose no estado, inferior a 9%. A região também viu aumentar o número de internados.
No Norte, Erechim tem alta de 175% na quantidade de óbitos a cada 100 mil habitantes em relação à última semana. 24,2% frente à anterior. A região também apresentou taxa de incidência 24,2% superior. Houve piora na ocupação de leitos.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS