Asilo de Não-Me-Toque confirma quarta morte de idoso por Covid

Paciente de 63 anos tinha deficiência provocada por uma meningite na infância. Em Carazinho, lar de idosos confirmou 26 casos de coronavírus. O Lar São Vicente de Paulo, em Não-Me-Toque, no Norte do Rio Grande do Sul, confirmou, nesta terça-feira (17), mais um óbito entre residentes do local por Covid-19. Segundo a direção do asilo, a vítima é uma mulher de 63 anos, que tinha uma deficiência provocada por uma meningite na infância.
Ao todo, já são quatro mortes entre pacientes da unidade. As duas primeiras foram um homem de 94 anos e uma mulher de 89, já o terceiro óbito registrado foi de um paciente de 74 anos. De acordo com o lar, todos tinham comorbidades e estavam vacinados.
Vacina tem risco mínimo de não proteger mesmo com duas doses
Especialistas explicam que as vacinas contra o coronavírus diminuem, mas não zeram, a chance de casos graves e de mortes pela doença. Por isso, além de se vacinar, é necessário manter outras medidas de proteção contra a Covid.
Sete funcionários e 12 idosos do Lar São Francisco de Paulo testaram positivo para a Covid-19. Dois profissionais seguem em isolamento.
Carazinho
Na cidade de Carazinho, a 22 km de Não-Me-Toque, outro asilo registrou um surto de Covid. O Lar de Idosos Suave Idade tem 26 casos confirmados, sendo 19 entre residentes e sete entre funcionários, segundo a Vigilância Epidemiológica do município.
A administração do asilo afirma que, após a confirmação do primeiro caso, todos os moradores foram testados. Aqueles que apresentaram resultado positivo para a Covid foram isolados, segundo a direção da casa.
VÍDEOS: Tudo sobre o RS

Artigo anteriorGoverno do RS lança projeto que prevê mais de R$ 76 milhões em investimentos no setor cultural
Próximo artigoBrasil estrutura rede de diagnóstico de peste suína africana