O fechamento da fábrica da Yoki na cidade gaúcha de Nova Prata resultará em 300 demissões

Multinacional norte-americana concentrará a produção de pipoca em Minas Gerais. (Foto: Divulgação)

A multinacional norte-americana General Mills anunciou para maio o fim das atividades da fábrica da marca Yoki na cidade de Nova Prata (Serra Gaúcha). Segundo a companhia, a produção de pipoca será centralizada em sua principal unidade brasileira, em Pouso Alegre (MG), cujas instalações recentemente ampliadas permitirão um incremento de 30% na capacidade.

Os 300 empregados da filial gaúcha serão demitidos ao longo desses cinco meses de desativação da unidade. A General Mills garante que prestará assistência ao contingente de trabalhadores, incluindo pacote de benefícios negociado com entidade representativa na área sindical, a fim de que todos os compromissos, direitos e garantias sejam assegurados.

Segundo a multinacional, a decisão tem finalidade logística e o Brasil mantém o status de mercado estratégico. Além do interior de Minas Gerais, a partir de maio as operações industriais se concentrarão em Campo Novo do Parecis (Mato Grosso) e nas cidades de Paranavaí, Cambará e Ribeirão Claro (todas no Paraná).

Já a linha de produção das embalagens do tipo “paper bag”, utilizada nas pipocas para preparo em micro-ondas, será transferida de Cambará (PR) para Pouso Alegre (MG). No que se refere a outras atividades dessa fábrica, não há alteração, ao menos no curto prazo.

Nesta terça-feira, a prefeitura de Nova Prata deve se pronunciar oficialmente sobre o encerramento da unidade local da Yoki. Veja a nota divulgada à imprensa e à comunidade pela General Mills:

“Para ampliar a capacidade produtiva, otimizar sua cadeia operacional e oferecer melhor nível de serviços a todos os seus clientes no Brasil, a General Mills anuncia reestruturação em parte das suas operações no país. Os ajustes fazem parte de uma estratégia que prevê acelerar o crescimento dos negócios da empresa no Brasil, um dos mercados prioritários para a organização.

A partir de maio, a empresa concentrará sua produção de pipoca na cidade de Pouso Alegre (MG), o que ocasionará o encerramento das atividades da fábrica de Nova Prata.

Os funcionários afetados receberão toda a assistência da General Mills nesse período de transição, e a empresa está empenhada em oferecer o melhor pacote de benefícios, negociado junto ao Sindicato. Ciente da importância da fábrica na economia local, a General Mills está comunicando a decisão aos produtores parceiros, e todos os acordos e compromissos serão cumpridos.”

Trajetória

A General Mills é uma das maiores empresas de alimentos do mundo. Suas marcas globais incluem Cheerios, Annie’s, Yoplait, Nature Valley, Häagen-Dazs, Betty Crocker, Pillsbury, Old El Paso, Wanchai Ferry, Yoki, Blue Buffalo, e muitas outras.

Com sede em Minneapolis, no Estado norte-americano de Minesotta, a multinacional gerou no ano fiscal US$ 16,9 bilhões em vendas líquidas consolidadas em 2019, além de US$ 800 milhões em vendas líquidas de sua participação na joint-venture Cereal Partners Worldwide (CPW).

A chegada ao Brasil se deu em 1997, quando iniciou as vendas do sorvete super-premium Häagen-Dazs. Em 2012, adquiriu o grupo Yoki Alimentos, ganhando um novo modelo de negócios e tornando-se proprietária das marcas Yoki, Mais Vita e Kitano, reconhecidas pelos brasileiros há décadas.  Em 2016, como parte de sua expansão no País, comprou Carolina, líder regional em laticínios e dona de marcas como Carolina, VeryGurt and Gluck.

(Marcello Campos)

Chegou ao Brasil em 1997, quando iniciou as vendas do sorvete super-premium Häagen-Dazs. Em 2012, adquiriu o Grupo Yoki Alimentos, ganhando um novo modelo de negócios e tornando-se proprietária das marcas Yoki, Mais Vita e Kitano, reconhecidas pelos brasileiros há décadas. Em 2016, como parte de sua expansão no Brasil, comprou Carolina, líder regional em laticínios e dona de marcas como Carolina, VeryGurt and Gluck.

A General Mills atua hoje com um time global de aproximadamente 38 mil colaboradores e acredita que pode ser uma força para o bem, direcionando a maneira como faz seus negócios para criar valores para consumidores, colaboradores, comunidades e o planeta.

(Marcello Campos)

Voltar Todas de Rio Grande do Sul