Autorizada construção do Centro de Atendimento Socioeducativo de Osório

Com capacidade para atender até 60 adolescentes, Case será sustentável, como telhado verde e aproveitamento de água da chuva.

Foto: Reprodução

Com capacidade para atender até 60 adolescentes, Case será sustentável, como telhado verde e aproveitamento de água da chuva. (Foto: Reprodução)

A SOP (Secretaria Estadual de Obras e Habitação), a Fase (Fundação de Atendimento Sócio-Educativo) e a Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos assinam, na terça-feira (12), às 11h, no gabinete da SOP, em Porto Alegre, a ordem de início das obras do Case (Centro de Atendimento Socioeducativo) de Osório, com a Sial Construções Civis Ltda., de Curitiba, vencedora do certame.

O investimento será de R$ 21.042.875,31, com recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), parte do POD (Programa de Oportunidades e Direitos). A previsão para execução da obra é de 12 meses.

O Case ficará na ERS-030, no loteamento Serramar, em terreno de 31,8 mil metros quadrados e área construída de 4,6 mil metros quadrados. Com capacidade para atender até 60 adolescentes, o Centro terá padrões sustentáveis, como telhado verde e reaproveitamento de água de chuva, além de ter espaço para escola, oficinas, quadra de esportes, palco multiuso, salas para atendimentos da área da saúde, entre outros.

Além da unidade de Osório, estão em andamento as obras dos Cases de Santa Cruz do Sul e Viamão. Os três centros somarão 210 vagas e vão completar a regionalização do atendimento socioeducativo do Rio Grande do Sul.

Voltar Todas de Rio Grande do Sul