Governo do Rio Grande do Sul recebe cinco pedidos de reconsideração de bandeira vermelha

O mapa preliminar da 36ª rodada do modelo de Distanciamento Controlado recebeu cinco pedidos de reconsideração, contabilizados até as 6h deste domingo (10). Os recursos encaminhados por associações regionais e municípios são de locais classificados em vermelho que almejam a bandeira laranja.

O Rio Grande do Sul ficou quase todo vermelho na classificação prévia divulgada na sexta-feira (08): 19 das 21 regiões Covid estão com alto risco epidemiológico e apenas duas regiões – Ijuí e Santa Rosa – ficaram com risco médio, na bandeira laranja.

Os pedidos de reconsideração ao mapa preliminar serão analisados pelo Gabinete de Crise e o mapa definitivo será divulgado no site do governo do Estado às 16h30 desta  segunda-feira (11). A vigência das novas bandeiras será de 12 a 18 de janeiro.

Caso a classificação prévia seja mantida, as 17 regiões em bandeira vermelha que aderiram ao sistema de cogestão regional podem adotar os protocolos próprios compatíveis até o nível de restrição da bandeira laranja. Guaíba e Uruguaiana estão em vermelho e não aderiram à cogestão, portanto, devem seguir os protocolos determinados pelo Estado.

As regiões de Ijuí e Santa Rosa, classificadas em laranja, que estão na cogestão, podem utilizar protocolos de bandeira amarela, se estiver previsto no plano de cogestão.

Caso ainda não tenham sido enviados protocolos ou o plano regional não esteja vigente, o governo abre possibilidade de recepção imediata de padrões mais flexíveis até a bandeira imediatamente inferior, sem esperar prazo de 48 horas para submissão e validade de novo plano regional.