Ao completar dez meses de pandemia, o Rio Grande do Sul acumula mais de 480 mil testes positivos de coronavírus. Mortes por Covid totalizam 9.439

Com 1.979 novos testes positivos e mais 26 mortes por coronavírus, o Rio Grande do Sul chegou a mais de 480 mil casos confirmados da doença, dos quais 9.439 (2%) resultaram em óbito. Os dados constam no mais recente boletim epidemiológico da Secretaria da Saúde, divulgados neste domingo (10), dia em que o Estado completou dez meses de pandemia de Covid.

Descontando-se os óbitos e os 455.391 pacientes já recuperados (95%), o número oficial de gaúchos infectados no momento é de 15.598 (3%) – contingente que inclui indivíduos em quarentena domiciliar – com ou sem sintomas – e internação hospitalar em leito convencional ou de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

As perdas humanas mais recentes abrangem idades entre 40 e 102 anos – um dos pacientes mais idosos a sucumbirem à doença no Rio Grande do Sul, onde o recorde etário para vítimas da doença é de 108 anos, registrado no dia 25 de novembro com o falecimento de um ancião que residia no município de Água Santa (Região Nordeste do Estado). Confira a lista deste domingo:

– Bagé (mulher, 96 anos);

– Bagé (mulher, 70 anos);

– Cachoeirinha (mulher, 93 anos);

– Canoas (homem, 56 anos);

– Canoas (mulher, 70 anos);

– Canoas (mulher, 44 anos);

– Caxias do Sul (homem, 64 anos);

– Caxias do Sul (homem, 79 anos);

– Caxias do Sul (mulher, 77 anos);

– Cruz Alta (homem, 60 anos);

– Esteio (mulher, 50 anos) ;

– Gravataí (homem, 67 anos);

– Guaíba (homem, 77 anos);

– Guaíba (homem, 77 anos);

– Panambi (homem, 81 anos);

– Parobé (homem, 66 anos);

– Pelotas (homem, 96 anos);

– Pirapó (mulher, 84 anos);

– Porto Alegre (homem, 67 anos);

– Porto Alegre (homem, 75 anos);

– Rio Grande (homem, 45 anos);

– Rondinha (mulher, 82 anos);

– Santa Maria (mulher, 78 anos);

– São Leopoldo (homem, 79 anos);

– São Sebastião do Caí (mulher, 40 anos);

– Três de Maio (mulher, 102 anos).

Relembre o começo da pandemia

A chegada da pandemia ao mapa gaúcho foi oficializada no dia 10 de março, por meio de uma coletiva de imprensa com o governador Eduardo Leite, (duas semanas após São Paulo anunciar o primeiro registro no Brasil. O caso inaugural no Estado foi o de um homem de 60 anos, residente em Campo Bom (Serra) e que no dia 23 de fevereiro havia retornado de viagem à Itália – um dos epicentros da doença na época.

Enquanto a informação era divulgada, o Palácio Piratini já admitia a notificação de outros 86 casos suspeitos de contágio que permaneciam sob observação. Uma dessas pessoas se tornaria, no dia seguinte, o caso comprovado de número 2 no Estado e a primeira na estatística de Porto Alegre: uma mulher de 54 anos e que também fizera turismo na Itália, voltando no dia 6 de março.

A primeira morte causada pela Covid-19 seria registrada no dia 25 de março, em Porto Alegre. Ao anunciar o fato por meio de nota oficial, o prefeito Nelson Marchezan Júnior detalhou que a vítima era uma mulher de 91 anos, internada na UTI do Hospital Moinhos de Vento.

(Marcello Campos)