Mulher trans é encontrada morta em terreno de Bagé; ela tinha ferimentos no corpo


Imagens de câmeras de segurança mostram homem suspeito com a vítima Duda Laif, de 52 anos. Polícia não descarta que questão de gênero tenha sido motivação do crime. Corpo de Duda Laif foi encontrada na quarta-feira (6)
Divulgação/Polícia Civil
Uma mulher trans foi encontrada morta em um terreno na região central de Bagé, na Fronteira do estado, na quarta-feira (6). Segundo a polícia, o corpo de Duda Laif, de 52 anos, estava com ferimentos. Imagens de câmeras de segurança da região são analisadas para ajudar na identificação de suspeito.
De acordo com o delegado Luís Eduardo Benites, titular da 9ª Delegacia Regional de Polícia Civil e que responde interinamente pela investigação, a partir dos registros é possível ver um homem abordando Duda e caminhando junto com ela até terreno onde ela foi encontrada morta.
“Ela frequentava a região e não era vista há alguns dias pela família. Não houve registro de desaparecimento na delegacia de polícia, mas a família entrou em contato com algumas pessoas buscando saber onde ela estava. Uma dessas pessoas encontrou o corpo dela, avisou a família e também a polícia”, explicou o delegado .
A Polícia Civil não sabe qual a motivação para o crime, mas não descarta a questão de gênero por se tratar de uma mulher trans.
O corpo de Duda foi encaminhado para necropsia pela Polícia, que é realizada pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) que vai confirmar qual foi a causa da morte da vítima.
Veja outras notícias do Rio Grande do Sul