Encontro debate ações financiadas pela União Europeia para o fortalecimento da agenda climática junto aos Estados

Reunião abre possibilidade para que o RS siga desenvolvendo iniciativas para reduzir as mudanças climáticas

Reunião abre possibilidade para que o RS siga desenvolvendo iniciativas para reduzir as mudanças climáticas. (Foto: Joel Vargas/PMPA)

Representantes da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura do RS e da Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental) participaram nesta quinta-feira (07) de uma reunião para avaliar a participação no projeto SPIPA (Strategic Partnerships for the Implementation of the Paris Agreement). A iniciativa da UE (União Europeia) tem o objetivo de implementar ações para o fortalecimento da agenda climática junto aos Estados.

O encontro foi o primeiro relacionado ao Acordo de Paris e abre possibilidade para que o Rio Grande do Sul siga desenvolvendo iniciativas para reduzir as mudanças climáticas. Durante a reunião, foram apresentados alguns dos projetos em andamento na área ambiental do Estado, como o Campos do Sul e o Revitalização de Bacias Hidrográficas.

Para o secretário do Meio Ambiente, Artur Lemos Júnior, a oportunidade abre portas para prosseguir o trabalho desenvolvido pela atual gestão. “Em 2020, a agenda climática esteve em foco na secretaria. Essa reunião traz uma grande possibilidade de desenvolver novas ações, sustentáveis e de combate às mudanças climáticas, que dialoguem com o grande potencial que o nosso Estado possui”, declarou.

O projeto, financiado pela UE e que recebe apoio do Ministério de Meio Ambiente da Alemanha, tem três metas principais: facilitar o diálogo e a adoção de boas práticas, avançar com investimentos e inovação para atingir os objetivos do Acordo de Paris, bem como contribuir para a sensibilização da sociedade quanto aos desafios e oportunidades.

No Brasil, um dos parceiros é o Centro Brasil no Clima. A próxima etapa está em andamento e consiste na elaboração de dados e propostas que serão apresentadas em reunião junto à União Europeia, que irá analisar as iniciativas de outros Estados.

Voltar Todas de Rio Grande do Sul