Com estoques baixos nesta época, o Hemocentro do Rio Grande do Sul precisa de doações de sangue

Pandemia de coronavírus e férias de verão causam redução no fluxo de voluntários. (Foto: Divulgação)

O Hemocentro do Rio Grande do Sul (Hemorgs) está com os estoques de sangue em níveis críticos e precisa de doações de todos os tipos sanguíneos, especialmente “O-positivo” e “O-negativo”. De acordo com a coordenadora-adjunta da instituição, Kátia Brodt, a baixa da oferta de doações é causada por múltiplos fatores, incluindo o contexto do coronavírus.

“Ainda estamos sofrendo os impactos da pandemia, e aliado a isso, tiveram os recessos e festas de fim de ano e o deslocamento de um grande contingente populacional rumo ao litoral”, detalha.

O atendimento aos doadores é feito com todo o cuidado e segurança, seguindo os protocolos sanitários na prevenção ao coronavírus e orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e demais órgãos sanitários competentes.

A doação e o processamento do sangue são fundamentais para garantir a disponibilização de componentes sanguíneos para os pacientes que necessitam de transfusão, como vítimas de acidentes ou em outras situações clínicas.

Para manter o distanciamento e evitar aglomerações, apenas três pessoas por vez acessam o espaço interno, enquanto as demais aguardam na área externa. Também são disponibilizados álcool em gel e é obrigatório o uso de máscaras.

O atendimento é realizado preferencialmente com agendamentos por telefone ou WhatsApp, pelos números (51) 98405-4260 ou 3336-6755, ramal 102. Os doadores que forem diretamente ao Hemorgs serão atendidos por ordem de chegada e seguindo os mesmos protocolos.

Localização, horários e exigências

– O Hemocentro de Porto Alegre fica na avenida Bento Gonçalves nº 3.722, junto ao Hospital Sanatório Partenon (próximo à PUCRS), na Zona Leste de Porto Alegre.

– As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, sem fechar ao meio-dia. Mais informações: saude.rs.gov.br.

– Para doar sangue, é necessário estar em boas condições de saúde, apresentar documento oficial de identidade com foto, ter peso mínimo de 50 quilos e idade entre 16 e 69 anos (para primeira doação, o limite é de 60 anos). Candidatos a doadores com menos de 18 anos devem estar acompanhados pelos pais ou por responsável legal.

– Impeditivos: não estar em jejum, evitar alimentação gordurosa, ter dormido ao menos seis horas antes da doação, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não fumar pelo menos duas horas antes da doação.

– Impedimentos temporários: gripe ou febre, gestantes ou mães que amamentam bebes com menos de 1 ano, até 90 dias após aborto ou parto normal e até 180 dias após cesariana, tatuagem ou acupuntura nos últimos 12 meses, exposição à situação de risco para Aids (múltiplos parceiros sexuais, ter parceiros usuários de drogas etc.), ter herpes labial. Outros critérios são verificados na entrevista de triagem.

(Marcello Campos)

Voltar Todas de Rio Grande do Sul