Com atividades presenciais e on-line, as escolas estaduais gaúchas devem voltar às aulas no dia 8 de março

Calendário prevê aulas também aos sábados e encerramento em dezembro. (Foto: Enrico Salvador/PMPA)

O governo do Rio Grande do Sul estipulou o dia 8 de março (uma segunda-feira) como data de retorno das aulas na escolas da rede estadual, por meio do sistema híbrido de ensino, que alterna atividades presenciais e à distância, por meio de plataforma digital do Google. A retomada também será escalonada, conforme a série em que o aluno está matriculado.

Primeiro voltarão os alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. No dia 11, será a vez dos estudantes de 6ª a 9ª série. Para quem cursa os Ensinos Médio e Técnico, o cronograma terá início em 15 de março. Já no que se refere ao encerramento do ano letivo, a projeção é de 21 de dezembro.

O calendário também prevê aulas aos sábados. As férias de inverno, tanto para professores quanto para alunos, estão marcadas para o período de 28 de julho a 3 de agosto.

De acordo com a Secretaria Estadual da Educação (Seduc), a logística leva em consideração a necessidade de se priorizar a segurança sanitária de alunos, professores e comunidade escolar em meio à pandemia de coronavírus.

Como o ano letivo de 2020 só termina no dia 31 de janeiro de 2021, o mês que vem será de férias coletivas para alunos, professores e diretores da rede estadual.

Conforme o secretário estadual da Educação, Faisal Karam, não estão descartados eventuais ajustes no calendário ao longo do ano, por causa da pandemia e de possíveis decretos de restrição de atividades que poderão ocorrer em determinados municípios.

“Este é o nosso planejamento inicial”, ressalta. “Caso tenhamos que realizar ajustes pelo bem-estar de estudantes e alunos, iremos analisar e ajustar conforme a necessidade.”

Retorno presencial

No retorno das aulas presenciais em 2020, o Estado realizou um investimento extra na ordem de R$ 270 milhões para aprendizagem, capacitação, aquisição de equipamentos de proteção e materiais de desinfecção e contratação de professores e profissionais de apoio, tais como serventes e merendeiras.

Somente para a compra de EPIs (equipamentos de proteção individual, a exemplo da máscara), foram investidos R$ 15,3 milhões. Esses materiais e toda a estrutura montada pelo Estado serão utilizados no ano letivo de 2021.

As escolas deverão cumprir os protocolos sanitários estabelecidos em portaria conjunta publicada no ano passado pelas Secretarias da Saúde e da Educação com todas as orientações.

Os alunos terão aulas em revezamento com a divisão da turma, permanecendo um máximo de 50% dos estudantes ao mesmo tempo de forma presencial. O revezamento poderá ser realizado com os grupos alternando diariamente ou semanalmente.

Aulas remotas

A realização das aulas remotas continuará pela plataforma Google Sala de Aula. Até o momento, mais de 700 mil estudantes já ativaram as suas contas educacionais. A iniciativa também prevê a distribuição de 50 mil Chromebooks para os docentes regentes de classe e coordenadores pedagógicos das 2,4 mil escolas da Rede Estadual de Ensino até o início das aulas.

Professores e alunos terão à disposição as ferramentas de incentivo à leitura Árvore e Elefante Letrado, além de uma plataforma voltada para a matemática que será lançada nas próximas semanas.

Para ampliar o processo de capacitação dos professores, iniciado em 2020, será realizada mais uma edição do Letramento Digital. A formação tem o intuito de instrumentalizar os docentes para o uso das plataformas Google e outras ferramentas virtuais.

Resumo

– 8 de março: retorno dos estudantes dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (1º ao 5º anos), por meio do Modelo Híbrido de Ensino, utilizando Plataforma Google for Education;

– 11 de março: retorno dos estudantes dos Anos Finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º anos) por meio do Modelo Híbrido de Ensino, utilizando Plataforma Google for Education;

– 15 de março: retorno dos estudantes do Ensino Médio e Técnico, por meio do Modelo Híbrido de Ensino, utilizando Plataforma Google for Education;

– 28 de julho a 3 de agosto: recesso escolar;

– 21 de dezembro: encerramento do ano letivo de 2021.

(Marcello Campos)

Voltar Todas de Rio Grande do Sul