Banco do Brasil tem lucro de R$ 3,08 bilhões no 3º trimestre, queda de 27,5%


Se comparado com o resultado do 2º trimestre, o lucro foi 3,9% menor. Provisões para perdas com empréstimos atingiram R$ 5,5 bilhões, um aumento de 40,5% na comparação anual. Um homem passa por uma agência do Banco do Brasil na avenida Berrini, na zona sul de São Paulo
Marcelo Brandt/G1
O Banco do Brasil registrou lucro líquido contábil de R$ 3,085 bilhões no 3º trimestre. O resultado representa uma queda de 27,5% na comparação com o mesmo período do ano passado, quando a instituição lucrou R$ 4,256 bilhões. Se comparado com o resultado do 2º trimestre, o lucro foi 3,9% menor.
Já o lucro líquido ajustado do banco, que exclui itens extraordinários, somou R$ 3,482 bilhões no período entre julho e setembro, o que representa uma queda de 23,3% se comparado ao mesmo período de 2019 e alta de 5,2% em relação ao segundo trimestre.
No acumulado em 9 meses, o lucro líquido soma R$ 9,498 bilhões, queda de 23,8% na comparação com o mesmo intervalo do ano passado.
O retorno sobre o patrimônio líquido do Banco do Brasil, um indicador da lucratividade dos bancos, ficou em 12% no período entre julho e setembro, ante 11,9% no trimestre imediatamente anterior e 18% no 3º trimestre de 2019, se mantendo bem abaixo do patamar pré-pandemia.
Provisões para perdas com empréstimo
Segundo o banco, o resultado foi impactado principalmente pelo aumento das provisões para créditos de liquidação duvidosa, que atingiram R$ 5,5 bilhões no 3º trimestre, com alta de 40,5% na comparação anual. As provisões, no entanto, caíram 6,8% em relação ao 2º trimestre.
A carteira de crédito ampliada totalizou R$ 730,9 bilhões no final de setembro, alta de 6,4% na comparação com junho, com destaque para as operações com o varejo e o agronegócio.
A inadimplência ficou em 2,4%, ou 0,4 ponto percentual menor do que no trimestre anterior.
Remuneração aos acionistas
O BB informou que o conselho do banco aprovou a distribuição de R$ 555,736 milhões a título de remuneração aos acionistas sob a forma de Juros sobre Capital Próprio (JCP). O valor de R$ 0,19477 por ação será pago em 27 de novembro, tendo como base a posição acionária de 16/11/2020.
Resultados da concorrência
O lucro do Banco do Brasil ficou abaixo do registrado pelo Itaú e Santander.
O banco Itaú informou na terça-feira (3) que registrou lucro líquido contábil de R$ 4,492 bilhões no terceiro trimestre, queda de 19,4% em relação ao mesmo período do ano passado.
Já o Santander Brasil registrou lucro líquido societário de R$ 3,811 bilhões no 3º trimestre, um salto de 88,2% em relação aos três meses anteriores e de 5,6% na comparação com o 3º trimestre do ano passado.
Vídeos: veja últimas notícias de economia