Prefeitura confirma casos de Covid-19 em escolas infantis de Porto Alegre; decreto libera outros níveis de ensino


Ensino fundamental 1 e 2 e parte do ensino médio, além de atividades do contraturno, podem retomar atividades presenciais nas próximas semanas. Veja o cronograma. Professores e funcionários se sentem inseguros com o retornos das aulas no interior do RS
A Prefeitura de Porto Alegre confirmou, nesta sexta-feira (16), sete casos de coronavírus em seis escolas da Capital. Não foi divulgado se os pacientes são alunos, professores ou funcionários.
Veja a lista de escolas abaixo:
EEI Núcleo São Francisco – 1 caso confirmado de Covid-19
EEI Casa de Nazaré – 1 caso confirmado de Covid-19
Emei Vila Tronco – 2 casos confirmados de Covid-19
Emei Santo Expedito – 1 caso confirmado de Covid-19
EMEI Tio Barnabé – 1 caso confirmado de Covid-19
Escola infantil Nossa Senhora de Nazaré – 1 caso confirmado de Covid-19
As escolas infantis estão liberadas para funcionar, com medidas de segurança, desde o último dia 5 de outubro. O terceiro ano do ensino médio na Capital também pôde voltar a partir da mesma data, assim como a educação profissional e o ensino de jovens e adultos (EJA).
Escolas infantis já estão com aulas presenciais autorizadas em Porto Alegre
Divulgação/PMPA
Em 13 de outubro, a prefeitura liberou alimentação escolar e atividades de apoio para ensinos médio, fundamental e especial. Em decreto publicado nesta sexta, a prefeitura liberou mais níveis de ensino:
19 de outubro: retornam o ensino fundamental 1, especial e EJA (ensino municipal)
3 de novembro: retornam o ensino fundamental 2, especial, primeiro e segundo anos do ensino médio e atividades de contraturno
As aulas do ensino superior seguem suspensas, tanto em estabelecimentos públicos e privados, assim como aulas de ensino em geral, como cursos de idiomas, esportes, artes, culinária e similares.
Servidores da rede pública reclamam a falta de estrutura e segurança em escolas da Capital

Segundo a prefeitura, até 82.515 alunos das redes públicas e privada poderão comparecer às escolas. As instituições deverão seguir os protocolos de combate e prevenção à Covid-19 definidos pela prefeitura, como limitação de número de alunos, espaço mínimo de 1,5 metro entre mesas e escalonamento de uso de espaço comuns.
A prefeitura também informa que encaminhou para as escolas kits com álcool em gel, sabonete, papel toalha e protetores faciais, entre outros itens.
Veja os vídeos do RBS Notícias