O Hemocentro do Rio Grande do Sul precisa com urgência de doadores de sangue de todos os tipos

Procedimento é seguro, inclusive sobo ponto-de-vista epidemiológico, garante a instituição. (Foto: EBC)

Com estoques em níveis muito abaixo do necessário para atender à demanda de mais de 42 hospitais gaúchos, o Hemorgs (Hemocentro do Rio Grande do Sul) precisa de doações de todos os tipos de sangue. Com urgência. De acordo com a especialista em saúde do setor de captação da instituição (vinculada à Secretaria Estadual da Saúde), Gesiane Ferreira Almansa, a situação é crítica.

“O quadro é extramente grave”, alerta. “Precisamos muito da ajuda de quem se preocupa em salvar vidas.” Ela garante que o atendimento aos doadores é realizado com todo os cuidados de segurança por parte da equipe, observando-se os protocolos sanitários da OMS (Organização Mundial da Saúde) na prevenção ao contágio por coronavírus.

Para manter o distanciamento e evitar aglomerações, por exemplo, apenas três pessoas por vez acessam o espaço interno do Hemorgs, ao passo que as demais aguardam na área externa. Além disso, a instituição tem trabalhado preferencialmente com pré-agendamento, por meio do telefone (51) 3336-6755 (ramal 102) – também é possível entrar em contato por meio de número no aplicativo WhatsApp: (51) 98405-4260.

“Apesar dessa prioridade [ao agendamento], a situação de urgência por reposição de estoques têm feito com que os doadores que procuram diretamente ao Hemocentro também são atendidos, afinal é necessário que voltemos a contar com volumes adequados de sangue”, ressalta a especialista.

A instituição está localizada na avenida Bento Gonçalves nº 3.722 (bairro Partenon), na Zona Leste de Porto Alegre, junto ao Hospital Sanatório Partenon. As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, sempre das 8h às 16h e sem fechar ao meio-dia.

A Rede de Captação de Sangue no RS é formada pelo Hermorgs, Hospital de Clínicas e Hospital Conceição, em Porto Alegre, mais os hemocentros regionais de Alegrete, Caxias do Sul, Cruz Alta, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria e Santa Rosa.

Condições para doar sangue

– Estar em boas condições de saúde;

– Apresentar documento oficial de identidade com foto;

– Idade entre 16 e 69 anos (menores de 18 anos devem estar acompanhados do pai, mãe ou responsável legal);

– Ter no mínimo 50 quilos (peso que não inclui as vestimentas);

– O limite de idade para a primeira doação é de 60 anos;

– Não estar sob jejum e evitar alimentação gordurosa;

– Ter dormido pelo menos seis horas antes da doação;

– Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação;

– Pelo menos duas horas antes da doação, não fumar.

Impedimentos temporários

– Gripe ou febre;

– Gestantes ou mães que amamentam bebes com menos de 12 meses;

– Até 90 dias após aborto ou parto normal e até 180 dias após cesariana;

– Tatuagem ou acupuntura nos últimos 12 meses;

– Exposição à situação de risco para a Aids (múltiplos parceiros sexuais, ter parceiros usuários de drogas);

– Herpes labial;

– Outros critérios que impedem a doação serão verificados por ocasião da entrevista de triagem.

(Marcello Campos)

Voltar Todas de Rio Grande do Sul