Após dez dias, buscas por suspeito de matar a companheira são encerradas em Barracão


Liliane Lopes Marques foi encontrada morta às margens do Rio Pelotas. Bombeiros fizeram buscas na região por Patrick Vanz Zotti, acreditando que ele pudesse ter se matado. Patrick e Liliane estavam desaparecidos desde sábado. Polícia suspeita de feminicídio seguido de suicídio
Reprodução/Facebook
As buscas por Patrick Vanz Zotti, suspeito de matar a companheira, Liliane Lopes Marques, em Barracão, Norte do Rio Grande do Sul, foram encerradas nesta quarta-feira (14). Segundo o delegado do caso, João Marcos Falcão, a Polícia Civil dará continuidade às investigações para tentar localizar o paradeiro do suspeito, caso ele esteja vivo.
Mergulhadores dos bombeiros de Passo Fundo e Porto Alegre se deslocaram até a região, para procurar Patrick, mas nada foi encontrado. A hipótese inicial era de que ele tenha matado Liliane e após, cometido suicídio.
O casal estava desaparecido desde o dia 3 de outubro. O carro deles foi localizado próximo ao Rio Pelotas, e no dia 5, o corpo de Liliane foi encontrado no local. A perícia apontou que a mulher sofreu traumatismo craniano.
“O laudo demonstrou também que não havia água nos pulmões, então isso é um fator indicativo de que ela chegou sem vida no local”, explicou na ocasião o delegado do caso.
O delegado disponibilizou imagens de uma rede social de Patrick. “Ele pedia que Deus o perdoasse, provavelmente já tinha cometido ou estava para cometer o crime. Ainda marcou a Liliane”, declara.